Os jovens leitores do TB provavelmente não sabem, mas na primeira metade dos anos 90, antes da Microsoft dominar praticamente 90% de todas as máquinas que existiam pela Terra, o mágico mundo dos computadores era dividido entre os reinos do Windows, da Apple e do Amiga – três plataformas que concorriam de igual para igual e eram campeãs de popularidade. Depois de mais de uma década e meia sem um produto no mercado, o Amiga mostrou sinal de vida essa semana.

Fabricado pela Commodore, a linha de PCs Amiga saiu de cena em 1994, depois que a companhia pediu falência vitimada pela concorrência feroz da gigante de Redmond. Enquanto seu hardware deixou de ser encontrado em lojas, o desenvolvimento de seu sistema operacional, conhecido até então pelo grande poder de processamento de gráficos, seguiu (lentamente) a frente, graças a empresa Hyperion, enquanto o hardware ficou a cargo de uma empresa chamada AmigaKit.

AmigaOne X1000: bonito e barato, só que ao contrário | Clique para ampliar

Depois de longos 17 anos, os Amiga deverão voltar a ser comercializados. O renascido AmigaOne X1000 deverá estar disponível para compra “até o final do ano”, e chegará equipado com um processador dual-core PowerISA (quem?), último dos representantes da arquitetura PowerPC, rodando a saudáveis 1.8 GHz, placa de vídeo ATI Radeon R700, 2 GB de memória RAM e 500 GB de HD.

O modelo não deverá ser exatamente um campeão de vendas, no entanto, por conta de seu preço. Destinado a entusiastas hardcore da antiga plataforma, o X1000 vai custar lá fora o equivalente a salgadíssimos R$ 4,8 mil. sem incluir impostos, frete e a licença do Amiga OS 4.1, vendida separadamente. Se você quiser, é só correr nesse página e enviar um e-mail para garantir seu nome na pré-venda.

Aos que esperam uma opção mais em conta, um netbook baseado na plataforma deverá surgir “em breve”.

Com informações: OSNews, AmigaKit (.pdf)

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Edmilson Corbanezi
Comecei minha vida em um MSX Gradiente com 12 anos e ai parti.....
Edmilson Corbanezi
tem q ter no minimo 30 anos pra saber oq é amiga de verdade e nao falr q pc é isso ou akilo, ja tive A500/A600/A1200/A4000 foram os melhores tempos da minha vida.
Christofer Souza
Foda-se... :D
Jader Pereira
Como tenho 50 e um bocado conheci este amiga na decada de 90 no inicio dela eu me encantei fiquei louco para ter um e tempos depois ele nossa que computador bom era o melhor que eu conheci jogava o dia inteiro nele era demais todo mundo gosta os pcs esta começando e era um lixo perto dele saudades porque tempos depois vendi ele grande bobeira que fiz.hoje ele esta ultrapassado nao investiram nele se isto tive-se investido muito na sua arquitetura ele seria bem melhor que o pc e os comptadores da apple.Falando em pc apesar de usar e o pior computador que existe os da apple sao bem melhores quando voce acostuma com eles voce nao quer saber de pc mais ele este computador pc sao problematicos sao bons para os tecnicos de informatica para ganhar dinheiro.Tive um imac nunca deu problema.
Snowmeow
Nossa, quanta viralatice. Tem uma placa-mãe chamada Sam460 que custa pouco mais de 500 euros lá fora, e pode ser instalada naquele velho gabinete ATX que tá encostado no quartinho da dispensa. Não é tão fodástico quando o Amiga X1000, mas roda o AmigaOS 4.1 sem problema. http://acube-systems.biz/
João Antonio
masoq?
Vitor
Uma correção: Ele não custa R$ 48 mil, ele custa R$ 4,8 mil
Marcelo
mais ou menos? já falho novamente!
Yangm
E hoje você tem "o mac de rico", não é mesmo?
Yangm
Morta sim, do que adianta um sistema foda sem nenhum programa pra ele? quem vai ser o louco que vai fazer apps para esse excremento em pleno 2011?
ACarlos
A família CISC (diga-se x86 / x64) está em estado de estagnação, basta perceber que as novas máquinas para melhorarem o desempenho adotam a política de inserir mais núcleos no processador. A arquitetura RISC (PowerPC é RISC) esteve realmente abandonada nos últimos anos, inclusive pela decisão da Apple de lançar seus computadores com processadores CISC (Intel), pois ela antes, também era PowerPC. O motivo do Amiga estar de volta para mim foi isto, abriu-se uma oportunidade e lá está ela representando e muito bem a família PowerPC. A grande diferença entre os dois se dá exatamente no processador, enquanto a arquitetura CISC é serial, a RISC é paralela, dá para imaginar a diferença de desempenho não é mesmo? Bom se eu tivesse $$ eu bem que gostaria de ter um Amiga!
Yangm
Quem dera fosse expansão como você dar a entender, parece ser um pente a mais de memória RAM. Pena que não é, programas em x64 continuam sendo raros, fazendo parecer que é mesmo uma outra arquitetura. Onde já se viu, sistema x64 tem o dobro do tamanho do x86 só porque ele precisa emular o sistema inferior. Foi por isso que eu estou usando ubuntu por enquanto, odiei a ideia de Windows On Windows desde o começo...
Nando
quem conhece o amiga sabe que nao sao numeros que indicam se um computador é bom ou ruim pois o amiga se comparado aos pcs da época ele tinha menos ram e hd menor que os pcs e msmo assim dava um coro neles em questao de grafico som e multask e etc.
Ronaldo Gogoni
Se existem programas? Claro, já ouviu falar do programa de bordo do F-35?
Lucas Meneses
Vai falir de novo.
Exibir mais comentários