Início » Arquivos » Aplicativos e Software » KDE comemora seus 15 anos de vida

KDE comemora seus 15 anos de vida

Feliz aniversário para esse projeto incrível de software livre!

Avatar Por

Um dos projetos de software livre que mais cresceu e que uma das maiores comunidades de usuários e desenvolvedores tem muito o que comemorar hoje: o projeto KDE comemora seus quinze aninhos de vida, e com muito fôlego pela frente!

Eu era assim...

Como quase todo projeto livre, o KDE (Kool Desktop Environment no começo, apenas K Desktop Environment hoje em dia) começou com um anúncio em uma lista de discussão, onde o autor pedia sugestões e convocava participantes.

O anúncio, hoje imortalizado no site do projeto, já dava o tom do que Matthias Ettrich — fundador do projeto KDE — queria: um ambiente de trabalho que não fosse voltado para o administrador de sistemas, mas sim para o usuário final. Algo simples e fácil de usar, onde você poderia ler seus emails, editar documentos, ouvir músicas e essas outras coisas que pessoas normais fazem.

Crescendo de forma estupenda e se tornando um dos GUIs mais completos e estáveis disponível durante muito tempo, o KDE acabou sendo usado como ambiente padrão em várias distribuições Linux durante o final da década de 90 e começo dos anos 2000.

Infelizmente, o crescimento do GNOME e de outros projetos, assim como várias mudanças radicais na usabilidade do ambiente fizeram com que muitos usuários migrassem para outros ambientes. Mesmo Linus Torvalds, usuário e defensor do KDE, resolveu migrar para o GNOME após o lançamento do KDE 4.0 (não por acaso, foi nessa época que também acabei mudando de ambiente gráfico).

...e fiquei assim!

De qualquer forma, o KDE ainda continua um projeto grande, com milhões de usuários mundo afora e mais 1.800 contribuidores, disponível como ambiente padrão em várias distros (ou ao menos disponível para download) e continua seu processo de inovação partindo para dispositivos móveis, como já havíamos noticiado.

O KDE está na versão 4.7.2 e você pode fazer o download no site do projeto, ou aguardar que sua distro favorita crie pacotes para instalação direta.

Como sempre, desejamos os parabéns ao KDE e esperamos que projeto continue conquistando mais e mais usuários, e comemore mais e mais aniversários.

Com informações: H Online

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alisson melo
Tão novinho e já obeso coitadinho. Acho melhor a KDE maneirar no consumo de memoria. Apesar de usar um sistema com KDE, o Mandriva, que é bem bonitinho.
thiaugpr
Como existe pessoas chatas... Você não pode simplesmente utilizar outra interface gráfica ao invés de ficar criticando? Se ao menos fosse alguma crítica construtiva...
@lenonm
15 anos e ainda não conseguiram fazer algo usável. Tsc tsc.
Lucas Meneses
Também acho isso. Acredito que (no máximo) em 6 meses ele já esteja estável.
marcoscs
...depois que se aprende a mexer até a cabine de comando de um F-22 parece intuitiva.
Victor
Eu também, não gostei do nepomuk..... Ele consome muito da máquina e é inútil.
Victor
Por que você acha o KDE complicado??? Uso ele no meu Debian e nunca me arrependi ou tive problemas para usar.
Thiago Sousa
Intuitivo depois que aprender a mexer?! ¬¬
@felipebruni
É "natural". No KDE 4 todo mundo criticou e o sistema tá aí, firme e forte. Mais alguns updates o Gnome entra nos eixos de novo :)
@felipebruni
Nossa, eu adorava o KDE 3.5 Pra mim não teve igual. O KDE 4.x tá ótimo, mas pra mim o 3.5 ainda é imbatível!
Guilherme Carlos
Comecei usando o KDE no Kubuntu, agora qualquer distribuição que eu penso em testar ja uso ele e se não tiver por padrão, instalo mesmo assim. Atualmente uso o Debian Testing Wheezy com KDE 4.6.5 e está super estável! O único problema que tive foi com o Nepomuk, mas facilmente solucionado :-D
Kowalski
Rodrigo Fante é o grande "explicador de comentários" do Tecnoblog. :D :P
Lucas Meneses
Concordo plenamente. Umas das coisas legais do linux é isso. Poder escolher entre interfaces gráficas. Não gostou do kde? Tem gnome e vice-versa (além das outras, unity, xfce, flubox etc). Gostou das duas? Instala elas e coloca o KDM ou GDM para gerenciar o login e pronto! Seja Feliz!! Uso o KDE aqui no meu sabayon e ele não é lento como muitos dizem. Só não instalo o gnome 3 aqui porque das outras vezes ele ferrou com o meu sistema, mas claro que depois de ele amadurecer eu vou instala-lo aqui (talvez daqui a uns 6 meses).
Rodrigo Fante
Mexer com X, isso que o @wingnuxoficial quis dizer de forma objetiva.
Rodrigo
Parabéns ao time do KDE. Gente como o Matthias Ettrich, desconhecido do mundo da informática, merece tanto respeito quanto Bill Gates e Steve Jobs. Talvez até mais, porque ele não tinha nenhuma aspiração comercial. Reuniu uma equipe de colaboradores, montou um projeto e desenvolveu um produto de sucesso, de forma colaborativa, e mantido só pelo interesse tecnológico e por doações. Mesmo que grandes projetos tenham sido apadrinhados por fundações e empresas, eles usam o trabalho de centenas (ou milhares) de abnegados desenvolvedores, quase anônimos, para manter o conceito de software de código aberto. Por isso, desenvolvedores de software livre merecem o respeito, e não brigas ridículas de usuários que nunca digitaram uma linha de código. Seja KDE, Gnome, Unity, XFCE, Fluxbox, ou qualquer outro ambiente gráfico que acrescente uma opção à nossa liberdade de escolha.
Exibir mais comentários