Mesmo o Android sendo ainda uma das poucas alternativas para dispositivos móveis que alcançou algum sucesso, outros esforços vão sendo continuam. A bola da vez é do grupo KDE, que decidiu criar o Plasma Active, um ambiente virtual para tablets e smartphones que roda a partir de Linux.

O Plasma Active não é um sistema operacional por si, mas apenas um ambiente virtual, um UX. Rodando no momento a partir do MeeGo (e provavelmente no Tizen em um futuro próximo) o Plasma tem duas missões importantes: limpar a barra do Qt depois de toda a confusão com o MeeGo (muitos acusam o Qt de ser responsável por problemas no desenvolvimento para o sistema) e, como sempre, ser um concorrente de peso no mercado.

Desenvolvido de forma a ser modular, de fácil customização e principalmente leve, o Plasma Active tentará atingir o mercado mobile através das empresas que já fazem parte da iniciativa KDE. Ou seja, com alguma sorte, não será difícil encontrar o sistema rodando (ou ao menos sendo compatível) em aparelhos de grandes empresas, como a Samsung.

O vídeo abaixo mostra o sistema rodando sua primeira release, chamado Plasma Active One. Embora no momento ele só seja compatível com tablets e ainda dependa de muitos ajustes, pode ser que saia algo de bom dessa iniciativa.


(Vídeo do YouTube)

Interessados no Plasma Active podem acessar a página do projeto, e se possuírem tablets compatíveis (e muita coragem) podem também baixá-lo e instalar.

Com informações: Pinguins Móveis

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Daniellimafv
"Mesmo o Android sendo ainda uma das poucas alternativas para dispositivos móveis que alcançou algum sucesso"??? Ser o OS em Smartphones mais usado no mundo não é o bastante?! Texto meio maluco esse ...
Rafael
A "peek area" é foda!!!
@trovalds
Pra um conceito, achei interessante. Claro, falta um BOCADO de "polimento" na interface e com certeza no código. E com o agravante de entrar em um mercado já bastante concorrido e que vai chacoalhar mais ainda com a chegada pra valer do Mango, que promete bastante pelos reviews. Claro, opção nunca é demais. Mas com certeza vai acabar naquele nicho dos nerds e geeks "descolados".
Ramon Melo
O problema do KDE é justamente ser parecido demais com o Windows.
Alan Lupatini
Ah, mas o troço ainda não tá pronto... Não dá pra xingar ainda. Difícil acreditar que outra plataforma possa entrar no mercado com peso.
@AntonioVeras
Achei meio lento. Mas está bonito.
Victor
Disse tudo...... O pessoal reclama do peso, mas nem tenta descobrir onde que tira os recursos masi pesados.....
@helciovitor
Só eu que não gostei? Achei o Honeycomb e as vazadas do ICS bem mais simpáticos. O conceito e a logo não são dos melhores.
Rodrigo Fante
É uma interface diferente, ok, anotado, para o usuário é um sistema completamente diferente, afinal o sistema para ele é a interface, se cada distro linux decidir fazer uma nova interface móvel vai ter o mesmo caminho das distros no desktop. Fanboys, sempre estragando as piadas.
Lucas Meneses
Usuário de gnome criticar o KDE, é a mesma coisa que usuário do ubuntu criticando o slackware.
Marcelo
Com smartphones com poder de processamento e memória iguais aos PCs fica fácil enfiar qualquer merda ali que roda...
Andre
Nem eh uma distro... hauhauhauhauhauhuhauahahuahu... Esses fanBoys... TscTsc
@AntonioVeras
Para mim o preconceito contra o KDE é o mesmo de usuários Windows contra o Linux. Mas gosto mais do Gnome.
@AntonioVeras
Acho que ainda está em desenvolvimento e o seu uso é Por Sua Própria Vontade e Risco.
@AntonioVeras
Concordo. "...outros esforços vão sendo continuam..." WTF?
Exibir mais comentários