Considerado um dos melhores serviços de streaming de vídeo por demanda da internet, o Netflix (que chegou recentemente ao Brasil) deixava de atender usuários de Linux, pela falta de um cliente nativo para o sistema. Mas isso pode estar para mudar: desenvolvedores do Netflix já estão trabalhando em uma solução do sistema compatível com o sistema do pinguim!

"Mas só vai passar Happy Feet e A Marcha dos Pinguins", avisaram

Até então, usuários do Linux tinham que recorrer a complexas artimanhas se quisessem assistir seus filmes e séries prediletos no Netflix: ou através do Wine, ou usando máquinas virtuais, ou soluções ainda mais complexas e que (nem sempre) funcionavam a contento.

Tudo isso por culpa da tecnologia por trás do serviço de streaming: o Netflix usa um plugin do Microsoft Silverlight com DRM, e não existem alternativas a isso no Linux. E, como a Netflix já deixou claro que não usaria nenhuma tecnologia que não tivesse proteção anti-pirataria (como DRM), o sonho de usar Linux nativamente parecia bem distante.

Ou não. Segundo um usuário que esteve na Open Source Convention 2011 e conversou com alguns desenvolvedores do Netflix, já existem pessoas trabalhando em uma solução compatível com o Linux.

Mas nem tudo são flores: como citado pelo próprio usuário, os desenvolvedores deixaram claro que o projeto não é prioridade dentro da empresa, e que ele levaria em torno de 12 meses para ficar pronto.

De qualquer forma, antes tarde do que nunca. Uma solução envolvendo software livre e netflix rodando nativamente, sem perda de qualidade e performance, seria ótimo tanto para usuários quanto para empresas que quisessem vender HTPCs (Home Theather Personal Computer, computadores pequenos e silenciosos voltados basicamente para uso como centros de mídia) de baixo custo e compatível com serviços de streaming.

Esperamos que a solução apareça rapidamente. E vocês?

Com informações: OMG! Ubuntu

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

dv47
Pfff! 3 anos atrás.
Lucas Régis F Tavares
Digo o mesmo!
Turdin
Olha, em questão de peso e estabilidade o Silverlight dá um show! Mas eu realmente acho que teriam outras alternativas. Pena que talvez não era tão viável para eles.
Victor
Como o guilherme disse, existem produtoras de jogos multiplataforma, só que digamos que os jogos para linux devem ser algo em torno de 15% do que tem para rWindows, contudo, existem bons emuladores de PS2, SNES, Wii, etc; para Linux.
@Dougfane
Eu também espero que não demore muito, porque logo que comecei a usar o Netflix e vi que não funcionava no Ubuntu foi foda =\
Yangm
"Tudo isso por culpa da tecnologia por trás do serviço de streaming: o Netflix usa um plugin do Microsoft Silverlight com DRM, e não existem alternativas a isso no Linux." Não ficou claro se é a falta do DRM, a falta do Silverlight ou a falta de ambos que atrapalha.
@imaginarymac
O Netflix funciona pra quais sistemas operacionais afinal de contas ?
Paulo Graveheart
"Existem soluções, desde que não dependam do DRM" == "Não existem soluções"
Guilherme Macedo
Depende do planejamento. Tanto que existem produtoras que fazem jogos multiplataformas, tanto pra Linux qto pra Mac. O grande problema é qdo fazem jogos em DirectX, daí o custo de ser multiplataforma aumenta muito, muito mesmo.
Guilherme Macedo
Flash é tão pesado e estável qto o produto da Microsoft. A vantagem seria ser multiplataforma.
j2k
acho que o problema é só o público alvo (usuarios DOMESTICOS de Linux) que por ser pequeno não compensa o investimento de produzir o jogo especificamente para o sistema. Apesar que teoricamente como já existe pra Windows seria mais fácil que criar um jogo do zero especificamente pra Linux. Mas a verdade é que não demanda só custos de produção, mas de suporte específico, manual e material específico, enfim... sabe como funcionam empresas grandes...
j2k
tem que ver outros fatores... como sabemos flash é extremamente pesado e pouco estável. E flash não deixa de ser uma tecnologia proprietaria, apesar de ser multiplataforma. Se atender na prática e dentre as opções for a melhor (avaliando-se todos os fatores) não faz diferença ser da MS ou não...
Rodrigo
Mais um na fila de espera. Se o XBMC já tem uma legião de fãs no Linux, porque o Netflix ia ficar se amarrando? Torço para que eles ampliem o catálogo.
Grannamir
Se sair o Netflix Linux, assino no primeiro dia. (Dream mode on) Só falta agora games nativos (nada de Wine) para linux, Já pensou um COD saindo ao mesmo tempo para Windows e Linux. (dream mode off)
Yangm
Dessa eu não sabia.
Exibir mais comentários