Considerando a rápida evolução que vemos todo dia no mundo da tecnologia, podemos dizer que a área de smartphones já não tem muitas grandes inovações há algum tempo. Quer dizer, a era da tela sensível ao toque já se consolidou, uma boa parcela dos smartphones já substituem câmeras avançadas e alguns tomam o lugar até de computadores. Mas a revolução meio que parou, a meu ver. Uma patente obtida pela Microsoft hoje, porém, mostra que a gigante de Redmond conseguiu pensar em algo deveras interessante para a área.

O conceito exibido na patente é de um smartphone com peças intercambiáveis. Nesse aparelho, no lugar do teclado retrátil ser uma peça fixa e não-removível, ele seria apenas encaixado. No seu lugar poderiam ser colocados outros componentes, de acordo com a função que o usuário quisesse executar. Dentre as ideias de peças sugeridas na patente estão uma bateria extra para o celular, um acessório com controles específicos para jogos, uma segunda tela ou um controle remoto para a TV.

A imagem mostra, obviamente, o design de um celular Windows Phone 7. Mas se a Microsoft quiser a as fabricantes aceitarem pagar o preço da licença dessa patente, é possível que vejamos esse design migrando para outras plataformas no futuro. Talvez não no iPhone, já que a Apple tem focado cada vez mais no design unibody dos seus aparelhos, mas nos Androids quem sabe?

Claro, vai ser um inferno ter que manter todos os acessórios organizados, como se fossem diferentes lâminas de um multiprocessador, mas o conceito não deixa de ser interessante.

Com informações: BGR.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ramon Melo
Nunca vai acontecer. Não é interessante às empresas que os usuários possam estender a vida útil dos seus produtos e sim que eles comprem um novo. "Quanto mais se remenda, menos se aproveita." (Aldous Huxley, "Admirável Mundo Novo", há 75 anos atrás)
Yangm
Eu só não patenteio a portalgun porque a Aperture já deve ter feito isso.
Yangm
Esqueceu de "mágico" e "perfeito".
Thiago
Existe algum padrão para os desenhos de patente? Sempre que sai uma matéria sobre esses casos elas sempre têm esse tipo de desenho. Tenho tido essa dúvida por um tempo. Obrigado.
Fer
"Quer dizer, a era da tela sensível ao toque já se consolidou, uma boa parcela dos smartphones já substituem câmeras avançadas e alguns tomam o lugar até de computadores." Ah, claro. Por que smartphones são torradeiras, não é mesmo?
Marcio Neves
Acho isso uma sacanagem, isso sim. Patentei uma ideia, mas não apresente nem mesmo um protótipo funcional para indicar que consegue fazer. Se for assim, vou patentear o teletransporte :P
Tiago Coimbra de Araújo
Bem interessante, acho que tem grandes chances de dar certo, mas a Microsoft precisa de uma campanha de marketing e lavagem cerebral tipo APPLE... "revolucionário", "único", "melhor"... e por ai vai.
@rmarcon
Igual aqueles relógios que trocavam a pulseira, só se usava uma por vez, e dava pra combinar com qualquer roupa! Aliás, o inventor do relógio que trocava a pulseira tem que ficar de olho nessa história de patentes
Vinicius Kinas
Não sei quando, ou se, isso vai acontecer, vendo que hoje o mundo da tecnologia tá andando justamente no sentido contrário.
j2k
depende muito de como se usa o celular, além da questão do gosto mesmo, mas a idéia em si é interessante, e é sempre bom termos mais opções de escolha. Fora que provavelmente heavy-users poderiam encontrar muitas aplicações não previstas para a tecnologia.
Ramon Melo
Ah, quando entrei no post pensei que finalmente os smartphones iriam virar desktops, com componentes customizáveis e tudo o mais.
Emmanuel Fotógrafo
Realmente, seria muito ruim poder atualizar o meu telefone comprando somente o corpo com hadware melhor, já que a tela já me atende... ou comprar um joystick pra usar ao invés do teclado QWERTY.
paulorazia
Vai precisar de um Cinto de "utilidades" ao estilo BATMAN
@guipalazzo
Cinto pra tralhas? Foi sério esse comentário ou você fortaleceu o argumento do Felipe sem querer?
Vinicius Kinas
Até onde eu entendi, ninguém está dizendo que todas as peças precisam ser carregadas pra cima e para baixo, o tempo todo, afinal, a tela principal continua funcionando, e quase todas as funções devem poder ser executadas nas duas entradas (tela principal e entrada auxiliar). Se você preza vida da bateria, usa a bateria extra. Se você prefere o teclado pra jogos, deixa o teclado ali. Se você precisa digitar horrores, usa o teclado físico. Eu ainda acho que essa idéia pode até funcionar bem, dependendo de como for implementado.
Exibir mais comentários