Início » Arquivos » Celular » Facebook ultrapassa Orkut no Ibope

Facebook ultrapassa Orkut no Ibope

Por

Polêmicas à parte, a equipe de Mark Zuckerberg pode comemorar bastante. O Facebook é oficialmente a rede social mais utilizada no Brasil no mês de agosto, de acordo com a mensuração feita pelo Ibope Nielsen. A revista ISTOÉ Dinheiro foi a primeira a trazer a informação, que depois foi desconfirmada pelo Ibope. Numa atitude incomum, a empresa voltou a se manifestar sobre o assunto.

Nunca antes na história desse país tanta gente usou o Facebook

O Facebook atraiu 30,9 milhões de usuários únicos no mês. Com esse número, a rede social ultrapassa finalmente o Orkut, do Google, que arrebanhou os já convencionais 29 milhões de usuários únicos. Pode-se afirmar que o Orkut não entrou em declínio, uma vez que sua média de usuários únicos se mantém estável. Ainda assim, o Facebook conseguiu mais gente em seus serviços.

É importantíssimo observar que a mensuração do Ibope contabiliza os acessos de residências e feitos a partir do trabalho. Aquele mundo de gente que utiliza as redes sociais (seja Orkut ou Facebook, mas eu aposto principalmente na primeira opção) em lan-house não entra na conta da empresa de pesquisa. E é evidente que muitos brasileiros continuam utilizando as lan-houses, telecentros e afins como sua forma principal de acesso à rede.

Até o Twitter aparece no comunicado enviado pelo Ibope Nielsen. O microblog atraiu 14,2 milhões de usuários únicos, tendo alcance de 31,3% dos internautas acessando mídias sociais a partir de casa ou do trabalho.

Cá no Brasil, Alexandre Hohagen deve estar muito feliz. Ele deixou a presidência do Google para América Latina a fim de tocar a rede social. O Facebook Brasil, cujo capital social inicial se limitou a R$ 1 milhão, está contratando no Brasil. Uma vez que os números do Ibope são considerados referência no mercado brasileiro de internet, é bem provável que o Facebook tenha que fortalecer sua equipe de comercial e vendas depois das boas novas.

Falando em Ibope, a empresa registrou novo aumento no número internautas no segundo trimestre do ano. 77,8 milhões de pessoas têm acesso à rede, contra 73,7 milhões no mesmo período do ano anterior.