Enquanto várias fundações de pesquisas se esforçam para comprovar ou desmentir o mito de que celulares causam câncer, alguns desenvolvedores de aplicativos resolvem tomar o caminho contrário e dizer que smartphones podem curar certos problemas na pele humana. É o que diziam os criadores dos aplicativos AcneApp e Acne Pwner, que anunciam seus programas como forma de curar espinhas. Mas um órgão americano investigou e descobriu que (surpresa!) não passavam de pura balela.

Acne App: não, não funciona.

Depois de receber denúncias sobre os aplicativos, a FTC, órgão responsável por regular drogas e tratamentos de doenças nos EUA, decidiu investigá-los. A alegação dos programas é que eles usavam a luz da tela dos smartphones para diminuir e curar espinhas. Embora a chamada terapia de luz seja um meio amplamente adotado para amenização de efeitos da acne, a FTC afirma em um relatório publicado na semana passada que smartphones não emitem luz suficiente para alcançar esse objetivo.

E para aqueles que achavam que eles estavam mirando em usuários de uma plataforma específica, eis o detalhe: os aplicativos eram vendidos para os dois grandes sistemas móveis disponíveis. O AcnePwner teve cerca de 3,3 mil downloads no Android Market enquanto que o AcneApp foi baixado por 11,6 mil pessoas no iTunes. Ambos eram pagos.

Então aí está. Se você é um adolescente que tem a cara cheia de espinhas, um dispositivo móvel com Android ou iOS e esperava economizar alguns trocados usando um tratamento de luz por meio de aplicativos, está sem sorte. A eficácia de tais programas parece ser a mesma de uma pulseira Power Balance.

E eu ainda não consegui superar o fato de que um órgão americano precisou investigar esses aplicativos para dizer que eles não funcionam.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Cesar
E os aplicativos de raio x? já houve alguma investigação? :p
ttmclon
Só um adendo, o FTC(Federal Trade Comission) é responsável por comércio, o órgão responsável pela permissão ou não de drogas e alimentos é o FDA(Food and Drug Administration).
Gabriel
Se o iPhone é somente para nerd, podemos afirmar que os nerds são maioria no mundo, "todo mundo" quer o iPhone.
Yangm
E também outras como: "pule a puberdade", "nada de hormônios hoje"...
Yangm
Eu num intindi u qui eli falô.
Yangm
PUNHETEIRO DETECTED!
Yangm
Como ousa insinuar que a perfeita, mágica e revolucionária Apple se enganou?
@
Pela sua logica sua mão deve de ser cheia de pelos também. ¬¬
@yagogabriell
Só se for um App dizendo: "Não coma coisas gordurosas", "hamburgues, hoje não!" e ficaria avisando de hora em hora..
@leandro71
Ta falando merda...
@MendelGusmao
Isso me lembra aquele caso do ad do "Are You A Male Virgin?" em buscas sobre World of Warcraft. O ponto é: tem gente que se aproveita de características nerds para querer ganhar dinheiro, e, nesse caso, é da idéia (preconceituosa) de que os nerds não cuidam bem da pele e poderiam usar seus instrumentos de nerdagem, tipo iPhone, pra se tratarem da acne. Pura maldade.
Murdock
Quer dizer, aquela sacanagenzinha boa a Apple não deixa mas essa sacanagem pode, né?
@golker
E logo a Apple, com seu controle tão rigoroso de quais Apps entram na AppStore, deixou essa enganação passar? Tim Cook, tem que ver isso ae...
chuvadenovembro
Os caras que desenvolveram o app deve estar rachando o bico até agora heheheheh
Emmanuel Fotógrafo
Pelo título achei que fosse um app que (não) bloqueava pornografia! =D
Exibir mais comentários