Início / Arquivos / Brasil /

Motorola Brasil vai recorrer da decisão de atualizar Android do Motorola Dext

Por

Ontem nós noticiamos que um cliente da Motorola ganhou na justiça o direito de ter seu smartphone atualizado. Alexandre Jordão, dono de um Motorola Dext, garantiu que seu celular recebesse o Android 2.1 (mesmo sistema que o Cliq nos Estados Unidos roda).

Como eu já havia previsto no texto sobre o assunto, a Motorola Brasil vai recorrer da decisão. A companhia vai brigar na justiça para não ter que atualizar o dispositivo.

“A Motorola Mobility tem a intenção de realizar atualizações de software para seus equipamentos recém lançados na América Latina. O objetivo da empresa é proporcionar aos seus consumidores as melhores experiências em seus equipamentos com o sistema operacional Android. Em situações muito particulares, devido à especificações de hardware, recursos limitados e as mudanças rápidas do mercado, podemos optar por não fornecer atualizações de software para determinados equipamentos.

No caso do consumidor Alexandre José Valadares Jordão, a decisão da juíza Cristiana Torres Gonzaga é de primeira instância, portanto, cabe a Motorola recorrer desta decisão.”

O comunicado é muito claro ao dizer que se o Android não foi atualizado, isso se deve às limitações de hardware. No entanto, cabe lembrar que o Motorola Cliq, nome comercial do Dext no mercado americano, recebeu atualização do sistema.

Eu entrei com a Motorola para questionar esse pequeno detalhe. A empresa deu a entender que, no momento, só vai se pronunciar sobre o assunto por meio do comunicado reproduzido acima.

Atualização às 18h33 | Adição de (não) resposta enviada pela Motorola Brasil.