Uma sentença judicial proferida pelo Juizado Especial Cível de Brasília garante a um consumidor da Motorola o direito de ter o seu smartphone atualizado. Alexandre Valadares Jordão foi na Justiça requerer que o Android do seu Dext fosse atualizado para a versão 2.1 – pedido devidamente atendido pelo magistrado.

A informação foi publicada em primeira mão pelo Eu, Android.

Sendo assim, deve a requerida cumprir o anunciado e proceder à atualização do aparelho de telefone celular do autor para o sistema operacional Android 2.1.

Durante um bom tempo a Motorola Brasil foi criticada por negligenciar aos consumidores brasileiros o direito de ter a plataforma Android na última versão disponível e compatível com o aparelho. Alexandre Jordão argumenta nos autos do processo que, nos Estados Unidos, o Android do Motorola Cliq (exatamente igual ao Dext) foi lançado na versão 2.1.

A velha questão volta à tona: até que ponto a Motorola define as atualizações para as plataformas que utiliza tendo como base apenas as condições de hardware do equipamento, e até que ponta a tentativa de forçar o consumidor a trocar de aparelho com certa frequência também influencia na decisão.

No mais recente lançamento de produtos Motorola para o Brasil, um dos diretores da companhia me respondeu que, nos dias de hoje, existe uma página centralizada para informar consumidores do mundo inteiro sobre as versões mais recentes do Android que seus dispositivos suportam. Essa é uma iniciativa recente, portanto.

A Motorola a essa altura do campeonato já deve saber da decisão do Juizado Especial de Brasília. Eu entrei em contato com a companhia em busca de uma posição acerca do assunto – assim que a resposta chegar eu atualizo o texto.

Pelo pouco que entendo de legislação brasileira, a decisão diz respeito apenas ao aparelho do consumidor reclamante. Ou seja, a Motorola não está obrigada a liberar o Android 2.1 para todos os seus clientes. Só que, a partir daí, abre-se o precedente para uma ação mais vigorosa que exija justamente o update para todo mundo.

Também pelo pouco que entendo de legislação brasileira, a companhia pode recorrer da decisão. Mas já é uma primeira vitória.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Celso
Engraçado que 7 anos depois a mesma Motorola (agora sob a gerência da taiwanesa Lenovo) se mete em rolo parecido com um aparelho bem mais potente: o Moto G4 Plus (alguns até colocam o Moto G4 normal na história). E três anos antes, ainda em fase de transição entre as gerências Google e Lenovo, ela já tinha passado pela mesma situação devido a uma promessa difícil de cumprir quanto aos RAZRs D1 e D3.
Yan Rafael
kkkkkk
Caio Furtado
TOMA MOTOENROLA!
Ramon Melo
Bom, foi o que eu fiz com meu iPod quando deu defeito, entrei numa loja e comprei um aparelho de outra marca. Desde então, não compro mais nada da Apple por causa da baixa qualidade dos produtos. Admiro quem tem paciência para ir à Justiça, mas quem tem dinheiro para pagar advogado, tem dinheiro para comprar um novo smartphone.
Samuel
devia atualizar o motorola spice, e uma sacanagem ele não atualizar para versão 2.2
Gabriel
ROM alternativa não é vista como quebra de garantia para algumas empresas? Ainda que existam alternativas, isso não livra a obrigação da Motorola em manter o hardware que lançou seguro e atualizado.
zadoz
Essa enrolação da Motorola foi decisiva na minha escolha entre o Xoom e o iPad. Quando já tem Xoom com 3.2, aqui essa bomba vem com o 3.0...
j2k
caramba muito louco esse precedente, caso a ação seja vencida em última instância. Vai dar pano pra manga!
@Geff_Rock
E digo mais, não é só Motorola. Samsung, LG e outros também fazem esta mesma pilantragem. Tem seus celulares atualizados nos principáis mercados, mas aqui no Brasil não. Lembro do meu Sansung Galaxy Lite. Veio na versão 1.5 enquanto nos EUA, Europa, Ásia e ÁFRICA já havia atualização para a 2.1 Perguntei para Sansung Brasil se algum dia iria ver essa atualização e eles disseram que não. Enfim, esse tipo de atitude me fez ir pro iPhone, que até agora estou me dando bem e sei que terei atualizações por pelo menos 3 anos!!!! Fuck Android. Quando Google tomar rédia e fizer as coisas direito aí eu penso em voltar. Quero experimentar agora é o WebOS
Renan
Acho que não importa a empresa, todas vão buscar meios de aumentar seus lucros. Seja não atualizando ou fazendo atualizações não tão funcionais dos seus OS's para os modelos antigos de aparelhos. O consumidor que tem de identificar qual filosofia se encaixa em seu perfil. Pra mim o modelo da Apple é o ideal, eu tenho condições de trocar de telefone anualmente, até prefiro pois mantem o custo de revenda bom. Se achar que a atualização de iphone 4 para 5 valer apena eu troco. O mesmo vale eu encontrando um android que caia em meu perfil, largo o iOS e vou pra ele. Pra mim ficar botando defeito nas estratégias de venda das empresas é viadice.
Yangm
Eu vi uma ROM 2.1 por aí com o nome de uma operadora na versão. Não lembro o nome mas tem Motoblur e tudo (que deixa o celular lento).
@rhobsonv
Só esqueceu de falar que o ciclo de vida de um iDevice é de TRÊS ANOS. Ou seja, somente ano que vem, com o iOS6(?) o iPhone 3GS será descontinuado e não mais atualizado. Muito provavelmente essa tática irá continuar com os iPad's. Enquanto isso, Motorola, Samsung, HTC e outras fabricantes vendem celulares com Android ("você é livre!!!111umumum") desatualizado, e a maioria sem a possibilidade de atualização.
@TatoGomes
Nesse quesito não existe defesa pra ninguém! Motorola, Samsung, Sony Ericsson... É uma falta de respeito absurda com o consumidor!
Rafael
Cliq XT não teve atualização da Motorola para o 2.1 nem nos EUA. Mas a culpa dessa vez foi da T-Mobile, que não quis mais suportar o aparelho... Abraços
@michelblopes
Eu já desencanei do meu Motorola Backflip e rodei a CyanogenMod 2.3. Ficou bem melhor que a 1.5, que veio de fábrica. O Google obrigou os parceiros da Open Handset Alliance (ou quase todas as fabricantes que criam produtos com Android) a se comprometer a lançar novos aparelhos que aguentem atualizações do Android por até um ano e meio, então creio que essas zicas não devem mais acontecer, penso eu.
Exibir mais comentários