Steve Jobs deixou de ser CEO da Apple ontem. Apesar de continuar como Presidente do Conselho Diretor, Jobs provavelmente não vai mais ser o icônico executivo que vai mostrar as últimas novidades e lançamentos como já fez no passado. Falando no passado, aliás, nem tudo são flores. O conhecido executivo já passou por várias saias-justas nas apresentações de produtos. Então em homenagem à sua saída do cargo de CEO, que tal relembrar alguns desses momentos?

O vídeo abaixo é um pouco antigo, mas mostra diversos desses momentos em que alguma coisa saiu errada na apresentação de algum produto. E nele não só aparece o próprio Steve Jobs mas também com Phil Schiller, o vice-presidente de Marketing da Apple. O clipe está em inglês, mas vale a pena assistir apenas para ver a cara que Jobs faz quando está pensando “Alguém vai ser demitido por isso!”.

Já o outro mostrado abaixo é mais recente, do ano passado. Quem não lembra da apresentação do iPhone 4, em que Jobs pediu que os jornalistas presentes desligassem seus dispositivos WiFi para ajudar no carregamento das páginas? Um clássico. Destaque para o minuto 1:05 em que a plateia começa a torcer pelo carregamento da página e cai na gargalhada quando ela simplesmente não aparece.

Outra das saias-justas que mais é lembrado pelos jornalistas que cobrem o mundo da Apple é a que gerou uma célebre frase, marcando a carreira de Jobs. “Clicker is not working!” disse o executivo na ocasião em que seu clicker parou de funcionar e ele ficou preso em um slide da apresentação. E enquanto sua equipe se desesperava nos bastidores para descobrir o que acontecia de errado, Steve aproveitou para contar uma historinha.

Esse último não é exatamente uma coleção de saias-justas, mas contém outros dos momentos mais engraçados de Steve Jobs durante os anos e compilados pelo pessoal do ZDNet. Incluídos no vídeo estão o anúncio do iTunes para Windows, que Jobs chamou de “o melhor aplicativo para Windows já escrito”, e o momento do anúncio do iPhone 4, em que o CEO pede “Me parem se já tiverem visto isso”.

Comentários

Envie uma pergunta