Nem só de Androids, iOS e Windows Phone 7 vive o mercado de celulares atuais. Embora eles sejam os principais sistemas móveis, algumas fabricantes ainda apostam nos seus próprios sistemas. A Samsung e o seu próprio bada, instalado nos celulares da linha Wave, estão entre essas empresas. Hoje a coreana liberou uma atualização para o SDK do sistema, que deve vir em ao menos três aparelhos Wave no mês que vem.

Na versão 2.0 da SDK do bada a Samsung incluiu uma nova interface, multi-tarefa, suporte ao padrão HTML5, reconhecimento de voz, WiFi Direct e uma nova plataforma de anúncios para desenvolvedores de aplicativos para o sistema. Essa versão do sistema já havia vazado em vídeo na metade de julho, mas não havia confirmação oficial de que ela traria as funcionalidades demonstradas. Veja o vídeo logo abaixo.


(Vídeo no YouTube)

Acompanham esse sistema uma leva de três celulares da linha Wave, que vazaram junto com o roteiro da empresa na semana passada. O Wave 3, que vem com uma tela de 4 polegadas de Super AMOLED, câmera de 5 megapixels e 3 GB de armazenamento, o Wave M, que conta com uma tela de 3,5 polegadas, Bluetoot 3.0 e suporte a NFC, e o W47, que deve ter uma tela de 3,2 polegadas e uma câmera de 2 megapixels.

A empresa planeja apresentar essas e algumas outras novidades (incluindo novos Androids) durante a feira de tecnologia móvel IFA 2012 que acontece em Berlin entre os dias 2 e 5 de setembro.

Com informações: The Register, BGR.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio Furtado
Conhece sarcasmo?
Kantaro
iPhone tem tela de 3,5".
@brunogdb
Eu pensei no mesmo lance. Talvez seja até uma forma de "vingança", pode ser. Seria bom se a Samsung acabasse com o J2ME e colocasse o Bada nos outros aparelhos.
@oinkbrasil
Bluetoot ?? hehehe só pra torrar...
@michelblopes
O Bada sempre foi um OS secundário para a Samsung, mas talvez os coreanos tenham ficado preocupados com o lance da Google com a Motorola.
Alex Ribeiro
Se o andar da carruagem do Bada for o atual ritmo que a Samsung adotou para o Brasil não vejo nenhuma boa notícia ai. O Bada no Brasil está travado na versão 1.0 há mais de um ano que a samsung promete a versão 2.0, que já roda nos aparelhos de outros países e nada...
Marcelo
O pior é que todo mundo acredita que foi sem querer mesmo...
Petter
Creio que a integração entre hardware e software é crucial, seja em servidores, desktops, notebooks ou gadgets móveis, embora inviável em todos estes cenários pela grande variedade de hardware o cenário ideal é que o software OS fosse desenvolvido e compilado estritamente para o hardware escolhido. Com isso teríamos menos bugs, mais performance e estabilidade.
Augusto
Tela de 4" e Câmera 5mp? Cópia do iPhone! Sinto processo!
Rodrigo Fante
Ou comprar o webOS?
Guilherme Mac
A ideia é não colocar todos os ovos numa cesta só, principalmente pq a cesta não é sua.
Gaba
É simples... ninguém quer ficar preso a um SO que não os pertence... imagina se a Google começa a pegar pesado no Android proibindo varias coisas... ou sei-la... cobrando para usa-lo A Samsung é que está certa, em usar Android e também ter um OS próprio... Se ela pode investir nisso, é o mínimo que se deve fazer... Ps. para o EDITOR: Bluetoot ?????
@yagogabriell
De novo? estou começando a pensar que isso é de proposito..
Gabriel
Acho muito interessante a Samsung desenvolver uma solução própria de SO. Aliar software + hardware faz muito mais sentido agora que anos atrás, pois os dispositivos são cada vez mais engessados e únicos. Em desktops a integração do SO com o hardware é pouco relevante, no notebook se torna bem mais importante e nos smartphones vira um diferencial. Consegue-se tirar o máximo de aproveitamento do hardware, adaptar a interface ao modelo de celular, diminuir o consumo e definir funcionalidades exclusivas. Além de, obviamente, você não ficar de joelhos frente ao Google e Microsoft.
@trovalds
Pra que manter uma equipe dentro da sua empresa desenvolvendo algo se o que você tem a fazer é apenas "customizar" algo pronto? Não acho vantagem manter sistemas próprios, é um gasto a mais no fim do mês e o mercado cada vez mais está aderindo aos Android e WP7. Claro, as empresas podem pensar que em se mantendo algo próprio de repente podem "pular do barco" se ele começar a afundar (o que não é exatamente algo que vai acontecer).
Exibir mais comentários