Um estudo feito pela McAfee revelou que, no segundo trimestre de 2011, a plataforma Android passou da terceira posição como plataforma com mais exploits de segurança para a primeira posição. O Android possui até agora cerca de 44 malwares conhecidos; em segundo lugar vem a plataforma Java ME, com cerca de 14 malwares encontrados.

A plataforma Android está mais susceptível à ataques do que a Apple. Calma, isso não quer dizer que uma plataforma seja melhor do que a outra. O que acontece é que a tão falada “ditadura” da Apple na questão da demora de aceitar os aplicativos (e de toda aquela burocracia que o desenvolvedor enfrenta) reflete diretamente no controle de qualidade e segurança que aquele aplicativo roda no celular do usuário.

Algo que eu não vejo acontecendo no Android Market. Inclusive com uma infinidade de aplicativos spammers, ou com características semelhantes e inúteis (não estou falando que todos os aplicativos são inúteis, mas existe uma grande quantidade, assim como também existia na App Store). Isso não significa que os celulares jailbreakeados da Apple estejam seguros. Segundo o Electronista, foram reportados quatro tipos de malware nesses dispositivos.

O site da McAfee descreve alguns desses malwares para Android. O Smsmecap.A, por exemplo, ele envia SMS para a sua lista de contatos, responde os SMS recebidos e também acessa a internet. O arquivo faz parte de um aplicativo original crackeado e tem o nome de holycolbert10.apk.

Existe também o Toplank.B que obtém dados sensíveis e possui a função de backdoor, além de adicionar e remover favoritos no navegador, armazenar o log do sistema em um arquivo, pegar o histórico do navegador e pegar a lista de atalhos. Você pode visualizar todos os malwares conhecidos pela McAfee no site.

O ZDnet dá algumas dicas de segurança para os donos de smartphone (seja qual for a plataforma).

  • Lembre-se dos hábitos que você tem em seu navegador no PC;
  • Cuidado com os aplicativos de alto risco (existe uma infinidade de aplicativos que podem abrir seu smartphone para ataques de outros hackers, lembre sempre de confirmar a origem do aplicativo e visualizar todas as análises. Use também várias fontes e veja as permissões que aquele aplicativo requer);
  • Phishing através de SMS ou mensagem por voz (isso estamos cansados de receber, principalmente aqueles do “Você ganhou um carro, ligue para 1234 – 5678 para mais informações);
  • Proteção por senha (muito útil principalmente se o seu smartphone for roubado);
  • Acesso VPN (para quando estiver acessando dados e informações da empresa);
  • Cuidado com as Wi-Fi abertas ou públicas (mesmo que tenham senha);
  • Apagar dados remotamente e encriptação dos dados.

Eu já fui vítima de um malware em meu Nokia N95 baixando jogos “pagos”. O celular começou a efetuar ligações sozinho e enviar SMS para alguns números internacionais. Resolvi formatando o mesmo. Você já foi vítima de algum malware?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio Furtado
Bom, segurança depende mais do usuário né, afinal não teve aquela criança de 11 anos que conseguiu passar um malware pela App Store?
Alexandre
Eh soh manter as mesmas praticas que se usa no PC, no smartphone. Soh pega virus quem quer ou quem nao sabe o que esta fazendo
Turdin
Como você mesmo disse, não estão MAIS no market. Despois disso nem precisa comentar mais nada.
Turdin
Como se não desse para invadir um linux só com o que vem nele estando atualizado Kernel_panic
Ramon Melo
Cara, seu(sua) professor(a) nunca lhe ensinou a prestar atenção nas perguntas antes de tentar respondê-las? "Cite um que não precise tem acesso root e esta disponivel no market." A notícia que você postou não só não indica se eles requeriam acesso de superusuário (root), como ainda comprovam que eles não estão mais no Market.
Kernel_panic
kkkkkkkk
@brunogdb
Por causa disso que a cada dia tenho mais medo de usar root no Android :/.
Jorge
Não cito um não, sito vários http://googlediscovery.com/2011/06/01/google-remove-nova-onda-de-malware-na-android-market/
Marcelo Carvalho
Faser?
Kernel_panic
Também acho a google tem muita capacidade para faser algo assim...
Guilherme Mac
Mais uma vantagem do sistema de "loja de aplicativos". A própria mantenedora retirou os aplicativos remotamente. A Red Hat fez o mesmo qdo alguém da administração do Fedora esqueceu as portas abertas. Por prevenção tudo que todos baixaram no dia foi feito um "downgrade". Mas isso, como podemos ver, não é problema no sistema, mas na administradora, q deixou passar pragas para o repositório de programas. Não precisaria fazer uma avaliação política dos programas como faz a Apple, mas técnica e rigorosa já seria suficiente.
Kernel_panic
é tinha no market vc me pego =D. Mas tinha que agir sem a necessidade de um acesso root, eu acho que não era o caso desse...
Guilherme Mac
Vc falando assim parece que a market é um caos, com malwares para todos os lados. Se aconteceu de um aplicativo da market, por culpa da Google, estiver contaminado, vai ser a exceção e não a regra. A regra é q contaminações ocorrem fora da market, com autorização do usuário, ou seja, por irresponsabilidade. No próprio iOS é um risco tentar contornar a appstore e baixar por fora.
Guilherme Mac
"é Linux" e "baseado no Linux" é a mesma coisa. O kernel é a base do sistema e sendo a base "é baseado" :P
Yangm
O Android é Linux!!!
Exibir mais comentários