Início / Arquivos / Internet /

Facebook se desculpa por chamar “inocente” de spammer

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Ativistas que usam o Facebook para disseminar sua mensagem têm enfrentado problemas nos últimos tempos. As atualizações com mensagens de proteção ao meio-ambiente estavam desaparecendo do histórico dos usuários assim, sem mais nem menos. Censura? Não exatamente, visto que a rede social (até onde se sabe) não apaga mensagens devido ao seu teor.

É que o sistema anti-spam do Facebook deu pau e interpretou erroneamente as mensagens como se fossem propaganda não solicitada.

Os ativistas dizem que ficaram até 15 dias sem publicar atualizações no Facebook. Praticamente um castigo por comportamento não autorizado dentro da rede social.

Um porta-voz da companhia assumiu a situação incomum. Ele disse que o Facebook “não desativa conta ou remove conteúdo simplesmente porque as pessoas estão discutindo assuntos controversos“. Muito pelo contrário, Andrew Noyes afirma que a rede social se propõe a ser o lugar onde essas discussões devem acontecer. Lógico, até porque sabendo as opiniões dos usuários dá para adaptar ainda mais a propaganda exibida nas páginas para seus gostos – o que tende a gerar mais cliques.

O bloqueio desses usuários ativistas na publicação de mensagens foi feito eletronicamente. Além de pedir desculpas, o Facebook prometeu refinar seu sistema anti-spam para que esse tipo de coisa não volte a acontecer.

Mais de 10 bilhões de ações de usuários, como tentativas de login, atualizações, envio de mensagens e afins são processados diariamente pelos computadores da rede social. É um número absurdo! Nesse cenário, não me espanta que certas mensagens tenham sido interpretadas da maneira errada.

Uma vez que a falha foi identificada, esperemos que esse tipo de problema não volte a acontecer. Ok, Mr. Zuckerberg?