Início » Arquivos » Curiosidades » A computação gráfica que faz milagres na televisão

A computação gráfica que faz milagres na televisão

Vídeo mostra antes e depois de cenas de "Game of Thrones".

Por

Antigamente bastava uma ideia na cabeça e uma câmera na mão para fazer uma boa produção audiovisual. Hoje em dia é necessário adicionar mais dois elementos: um bom chroma key e uma parafernalha minimamente potente para dar vida aos vídeos que queremos fazer. A prova disso está abaixo, com imagens da série Game of Thrones antes e depois de passarem pela computação gráfica.

(Assistir no YouTube)

Para quem não sabe, chroma key é o termo técnico para aquele fundo com a cor de uma tonalidade só e muito forte — usualmente azul ou verde —, que faz parte do cenário, mas depois é substituída pelo que quer que a equipe de edição queira colocar ali. Hoje em dia, tanto cinema como as produções para televisão fazem grande uso do recurso.

Chroma key verde lá no fundo

Em Game of Thrones, uma série com paisagens espetaculares que vai ao ar no Brasil pelo canal pago HBO, o chroma key está presente, mas não só. Os produtores do seriado utilizam o CGI (computer-generated immagery) para compor tomadas inteiras. Aquele pequeno trecho de uma montanha, gravado originalmente em uma locação de verdade, se torna apenas parte de uma montanha maior ainda — dessa vez, produzida integralmente por designers em aplicativos específicos para esse fim.

Gosto dessas imagens de bastidores de televisão e cinema porque só comprovam a velha máxima de que “na TV tudo é de mentira”. Com a computação gráfica, essa verdade se intensifica. Ao mesmo tempo, porém, nós estamos gradualmente nos tornando menos capazes de reconhecer o que é realidade e o que não é real. A tecnologia vai evoluindo para enganar os nossos olhos.

Sugestão enviada pelo leitor Bruno Menezes.