Certa vez comentaram comigo que essas listas de pesquisas mais comuns em sites de busca eram fajutas. Afinal, onde entraria a pornografia e a pirataria, que nunca aparece nas tais listas? Simples: ninguém admite, mas isso é retirado manualmente. E o mesmo vale para os Trending Topics do Twitter, de acordo com o CEO da companhia, Dick Costolo. Ele respondeu um tweet (o que mais seria?) comentando brevemente o assunto.

Dick Costolo diz que o filtro utilizado nos Trending Topics é algorítmico. Isso significa que o processo é todo automatizado, sem editores que fiquem lendo os tweets para determinar o que está em evidência e o que não está. Até aí, já sabíamos, até porque o próprio Twitter explicou em dezembro do ano passado como os TT’s funcionam.

Mais | Twitter explica como os Trending Topics funcionam

O curioso da rápida declaração do executivo diz respeito ao que sai dos Trending Topics. “Nós editamos aqueles com obscenidades”. Isso já explica bastante de como certos assuntos não entram na lista dos assuntos populares no microblog — com exceção das recentes declarações da cantora acerca de suas preferências sexuais. Vai ver eles não têm editores fluentes na nossa língua para bloquear esse tipo de coisa.

Costolo vai além. “Eu gostaria de ver [assuntos] claramente ofensivos de fora [dos TT’s] também”, escreveu. Ele não dá muitos detalhes sobre como isso seria implementado, ou ao menos se está na lista de afazeres do Twitter para o futuro. De qualquer forma, é o principal executivo da companhia comentando sobre um desejo particular dele.

O Dave Larson Tweetsmarter diz que o Twitter deveria ter esclarecido faz tempo as diretrizes para remover itens dos Trending Topics. É bem verdade que um pouco de transparência é bem vinda nesses assuntos. No entanto, não podemos deixar de ponderar que o Twitter é uma empresa particular, e até mesmo o funcionamento de seus Trending Topics pode ser considerado como propriedade intelectual e segredo industrial. E aí, nada de revelar como as coisas funcionam.

@CandaceKuss the trends are algorithmic, not chosen by us but we edit out any w/ obscenities & I’d like to see clearly offensive out tooless than a minute ago via Twitter for iPhone Favorite Retweet Reply

Na semana passada, os Trending Topics do Brasil tinham tudo para exibir mensagens de repúdio a Ricardo Teixeira, o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) faz mais de vinte anos. Você não viu nenhum TT sobre o assunto, viu? É que o algoritmo do Twitter determinou que o assunto era spam. Acredite se quiser. Ou seja, o robô da companhia não é tão perfeito como parece.