Início » Arquivos » Brasil » Anatel quer exigir de operadoras de banda larga garantia de velocidade mínima

Anatel quer exigir de operadoras de banda larga garantia de velocidade mínima

Avatar Por

internet-speed-test_small A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) está preparando para 2010 um novo regulamente que afetará diretamente as provedoras de acesso à internet. Essas empresas terão que cumprir metas de qualidade na prestação de serviços que incluem respeitar um limite mínimo de velocidade fornecida ao usuário.

Este é, inclusive, um dos principais objetivos da Anatel com as novas regras. Estima-se que grande parte dos clientes não tenha disponível nem mentade da velocidade contratada. Acerca disso, Emília Ribeiro, conselheira da Anatel, comentou:

Hoje, o cliente não tem como exigir a velocidade. Ele quer baixar um filme, mas tem dificuldade, porque a empresa está saturada e não dá a ele o mínimo de garantia de acesso”.

Umas das idéias que a agência cogita é de seja estabelecida em contrato uma velocidade mínima e outra máxima entre as quais a velocidade real poderia oscilar. No Chile o governo disponibiliza um aplicativo gratuito que permite ao usuário verificar sua velocidade e fazer essa fiscalização. “Estamos querendo trazer isso para nós”, disse a conselheira.

A proposta em estudo, além disso inclui regras de atendimento ao cliente, de solução de problemas, de cobrança e de cancelamento de contrato, entre outras. Se elas forem descumpridas, a empresa infratora estará sujeita a processo administrativo e multa.

Para mensurar a qualidade do serviço prestado, serão utilizados, entre outros indicadores, taxas para medir a quantidade de falhas em tentativas de conexão e o número de quedas durante o uso do serviço. [Estadão]

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Geremias
Aqui no Brasil é incompativel você ter qualidade com preço baixo, a população precisa entender, que incompatibilidade é única e exclusiva culpa dos governos. Entender que os impostos não permite tal realidade. se hoje você paga R$ 60,00 por 1Mbps sem os impostos este mesmo plano custaria R$39,00. É triste vê a população responsabilizar as empresas pela robalheira no congresso, é incrivel como as pessoas se mobilizam, lideradas pelo proprio governo, para ir contra as instituições que em meio a tanta burocracia, impostos, fiscalizações, lutam para oferecer algo de qualidade neste país. Para que pagamos esses impostos? Educação de qualidade só particular, saúde também, tudo de melhor que temos neste país vem da iniciativa privada... Esta na Hora de acordar, está na hora dos brasileiros enxergar os verdadeiros responsáveis pela falta de infra estrutura do nosso país. Para termos internet de qualidade, o primeiro passo obrigatoriamente deverá ser o do governo, não exigindo coisas impossíveis das empresas, mas diminuindo os custos (impostos) para que as empresas invistam.
@marciodaniloms
Lamentável é tua escrita.
CID GONÇALVES
ta uma enganação o servoço do lerdox na minha região aqui no rio ja to a 27 dias sem velox....eu uso a mais de 10 anos e agora alegam que não podem resolver,pq é area de risco.fala serio.todo dia tem tec la e nenhum deles reslove nadaq ja denunciei na anatel,anaconte,defesa do consumidor e????????????????????????????????naaaaaaaaaaaaadaaaaaaaa. estamos sozinhos na luta .lamentavel e olha que só uso 300k.quando chega a tanto.
raimundo batista de oliveira
já era para ter acabado com essas conexões de 250,300 e 500kbps e oferecer uma conexão de boa qualidade acima de 1mbps a preços populares e acessíveis para nós usuários de internet, isto é popularizar a banda larga de altíssima velocidade para aqueles internaltas de baixa renda ter acesso.
Wesley
Tomara que eles se toquem e eliminem a história dos 10%. Minha velocidade é 4mbps portanto tenho direito a 500 KB/s (4000 kilobits / 8 bits = 500 kilobytes), e não 400 KB/s... já tive que ouvir de um atendente que a minha velocidade estava acima pois era 460 KB/s.
Juarez Lencioni Maccarini
Claro, nem todos os downloads de filmes são ilegais, mas há que se admitir que pessoas que adquirem legalmente tod conteúdo que baixam não compõem uma parcela muito grande dos internautas brasileiros. Mesmo porque aqui no Brasil é até mais difícil de adquiriresse conteúdo legalmente do que em outros países. A própria loja de filmes e musicas do iTunes não está disponível de forma oficial no Brasil, por exemplo.
Rodrigo Fante
Nao se voce compra no iTunes ou em outro site qualquer, eu mesmo faco isso muito.
Juarez Lencioni Maccarini
Também achei curioso o comentário da conselheira (por baixar filmes normalmente ser associado com pirataria).
@alexgoblin
"Hoje, o cliente não tem como exigir a velocidade. Ele quer baixar um filme, mas tem dificuldade, porque a empresa está saturada e não dá a ele o mínimo de garantia de acesso” Baixar filmes, em geral, não é ilegal? Hehehehehe Mas é uma boa noticia. Eu estou esperando por ela há muito tempo!