Início / Arquivos / Internet /

O seu e-book vai desaparecer em 30 dias

Livros da Amazon poderão ser alugados. A leitura é garantida em dispositivos como iPhone, iPad e smartphones rodando Google Android.

Por

A Amazon apresentou uma nova modalidade de utilização dos livros presentes em sua loja virtual. Em vez de comprar uma publicação e ficar com ela para sempre (a menos que o livro seja apagado sem explicação, como já aconteceu antes), os consumidores têm a opção de apenas alugar as publicações por um determinado período de tempo.

O aluguel de livros-texto chega tarde, visto que a Amazon está nesse mercado há vários anos. Ainda assim, já pode ser desfrutado por estudantes que estão voltando às aulas nos Estados Unidos.

De acordo com informações fornecidas pela Amazon, o usuário tem que permanecer com o livro-texto por pelo menos 30 dias. Fica a critério dele renovar o aluguel a cada dia, desde que, no total, o período de aluguel não ultrapasse 360 dias – até porque, para ficar por mais de um ano com uma dada publicação, é mais fácil comprá-la de vez, não? Eu entendo dessa forma.

Haverá economia de até 80% no valor pago pelos livros, dependendo do tempo de aluguel. Excelente para estudantes, que costumam viver no aperto durante os anos de faculdade. E mais excelente (!) ainda para os estudantes americanos, que ainda enfrentam dificuldades advindas da crise de dois anos atrás.

Quem ganha com essa história é o Kindle, o leitor de e-books. Ele deve se beneficiar e ficar mais atraente para os usuários. De qualquer forma, os livros alugados também poderão ser lidos em todos os apps do Kindle para vários dispositivos, incluindo Android, iPhone e iPad.

As anotações feitas nos livros-texto passam por sincronização via Whispersync, tecnologia proprietária da Amazon. Caso o leitor volte a alugar o livro ou o compre de vez, elas voltam a aparecer no texto, sem precisar fazer nada para ter acesso a esse recurso.

A Amazon disponibilizou uma ferramenta para verificar os livros-texto disponíveis em caráter de aluguel. Pela mesma ferramenta também para saber quanto custa ficar com as publicações dependendo do período contratado.

Com informações: MSNBC