O Facebook tanto não gostou da chegada do Google+ que até proibiu menções à rede social nos anúncios publicados por meio de seu sistema de publicidade. Um homem que se identifica como desenvolvedor de apps tentou criar um anúncio que levasse para o perfil dele na rede do Google. Minutos depois, o pessoal do FB apagou o anúncio e ainda proibiu o homem de publicar novas propagandas.

“Se você tem a sorte de possuir uma conta do Google+, adicione Michael Lee Johnson, geek da internet, desenvolvedor de app, virtuoso tecnológico”. Era o que dizia a mensagem de Michael no Facebook. Ele estava pagando para anunciar seu perfil na rede do Google dentro do seu principal concorrente – e o maior site do tipo no mundo, com mais de 700 milhões de usuários.

Anúncio publicado por Michael – e deletado depois de uma hora

Num primeiro momento, o Facebook apenas notificou que o anúncio não seria exibido. Sem qualquer explicação nem nada semelhante a isso. Ele ficou no ar por cerca de uma hora e só.

Mais tarde, a equipe da rede social enviou uma explicação decente por e-mail. Em seus termos de uso, o Facebook se assegura o direito de vetar propagandas que “promovam produtos ou serviços concorrentes ou afetam negativamente o nosso negócio ou relação com nossos usuários”. Foi exatamente isso que aconteceu, e o Facebook não se furtou de usar o poder que tem para evitar que o anúncio continue no ar.

O Google+ está bem distante do número de usuários do Facebook. Inclusive, há quem diga que ele está mais para concorrente do Twitter que da rede de nosso amigo Mark Zuckerberg. De qualquer forma, aí nós temos mais uma prova de que o Facebook não enxerga a rede social do Google com muita amizade, e vai usar de todos os recursos possíveis para evitar que ela seja disseminada nos domínios facebook.com. Eles estão muito certos em defender o deles.

Com informações: RWW

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@brunossn
A Globo não tem obrigação de veicular uma propaganda do SBT. Mesmo pagando.
Tchones
Felipe, sério mesmo que você pensa assim? Você acha que uma empresa tem a obrigação de aceitar propaganda dos concorrentes? Com esse seu pensamento, eu deveria ver propagandas do Bobs dentro do McDonalds, da AMD na caixinha do i7, do Fanstástico dentro do futebol da Band!! Teria ter aceitar que colassem um adesivo da Chevrolet no meu Focus!! Eu deveria pegar alguns folhetos do concorrente do meu dentista na sala de espera dele!! Ouvir vinhetas da Transamérica enquanto ouço a Jovem Pam!!! Estranho esse seu pensamento. Sério... espero que nunca abra uma empresa, porque nem o Sebrae fará milagres.
Tchones
Esse é um problema do novo chat. Não sei porque mostrar as pessoas que estão off e esconder algumas que estão on-line. Eu sou um dos que desativou o chat, mas "ainda" não sai do facebook.
Júnior
O Facebook já chegou a esse ponto, pq o google não deleta logo o perfil do otário do Mark Zuckerberg do google+ ? https://plus.google.com/104560124403688998123
Patricia
Muita gente parece que não entendeu. Um exemplo: O sbt não pode fazer propaganda da emissora deles na Globo, mas eles podem fazer da Jequiti, que é marca de comésticos e pertence ao grupo que administra o sbt. A mesma coisa é com o Facebook. Você não vai fazer propaganda de um concorrente seu, isso não existe. E quem acredita que poderia existir, vive num mundo da imaginação. Não acho nada de falta de liberdade e nem desespero, eles estão certos.
@Anthony_ON
Eu acho o google + meio desesperado em relação a passar do facebook, venho notado pelas imagens e essas acusações, não tenho nada contra o google +, mas acho que nunca vai substituir o facebook como rede social.
Guilherme Mac
Fundação Mozilla e Mozilla Corporation não se confundem. Caso haja confusão patrimonial pode configurar crime inclusive.
Thiago
O Facebook pode até não permitir anúncios do concorrente, até aí tudo bem. Mas se o concorrente fizer uma página no Facebook? Não tem nada que vá contra os termos de serviço nesse caso né?
Yangm
Thássius, por que você não está azulzinho?
Kadu
Vivemos num mundo capitalista, é assim que as coisas funcionam. Não há cooperação no mundo dos negócios se não houverem interesses próprios (como foi, por exemplo, com o cara da Microsoft que colaborou com o código do Linux).
Kadu
Muita hipocrisia! Você só colocaria até ter a sua loja. Depois que você sentir o que é CONCORRÊNCIA não ia ter cara nem de ir colar um cartaz na loja do outro que oferece o mesmo serviço que o seu. Isso não se chama colaboração, se chama FALTA DE ÉTICA.
Kadu
Já imaginou a Record anunciando seus programas na Globo? Isso não existe! O Facebook está certo, principalmente se tal restrição já estava nos termos!
@evilmagus
Google é diferente de Google+.
@leolandy
@BlogdoCarruna falou bem. Google e Facebook são concorrência pesada de multinacionais, são as Gigante da Internet, ambas querem ser a número UM. #semais abraços
John
@buchecha disse tudo.
Exibir mais comentários