Indignado com a denúncia de que a Apple se utilizava de diversos recursos do iPhone para rastrear a movimentação de seus usuários, um advogado coreano chamado Kim Hyung-suk resolveu acionar a justiça local para fazer valer seus direitos como cidadão e consumidor do telefone da maçã. Depois de uma longa batalha nos tribunais iniciada no último mês de maio, Hyung-suk saiu vitorioso com uma indenização no valor de 1 milhão de wons (moeda local), fortuna que o permitirá ter uma vida de exageros comprar um outro iPhone. E talvez um iPad.

Olha, tem até mapa

Pela cotação de hoje, tal soma representaria exatos R$ 1.489,94. Por lá o iPad custa o equivalente a 600 mil wons, ou R$895. Já desbloqueado, o iPhone pode sair por 500 mil wons, ou R$ 740, mas pode sair até de graça dependendo do plano escolhido.

O veredicto foi dado na última quinta-feira pelo tribunal da cidade de Changwon e de acordo com a rede de notícias Reuters o juiz responsável pelo caso não quis comentar sua decisão.

Como era de se esperar, a vítima não ficou muito feliz com os valores envolvidos e agora se prepara para entrar com um processo em conjunto contra a Apple por inadvertidamente coletar dados confidenciais dos usuários de seu todo poderoso smartphone. Para isso, ele criou um site específico para coletar assinaturas para ação, o sueapple.co.kr, que até chegou a ficar algumas horas fora do ar por conta do excesso de tráfego.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

RKNeto
Falo dele mesmo.
João Brunelli Moreno
PODECRÊ! SOU MACFAG PACA! (vou até colar um selinho da Apple no meu Android)
Tiago C. Araújo
Inacreditável não, mais que devida, quem manda meter o nariz onde não deve.
Rodrigo
O autor é macfag e fanboy declarado. E sim, ele vai apagar nossos comentários.
Gabriel Bemfica
É levemente diferente: na Google, eles fazem a pessoa dar as informações de bandeja, dizendo que isso vai "melhorar sua experiência na internet". Ou seja: não dá pra processar por espionagem ou invasão de privacidade: você está fazendo aquilo porque quer. No caso da Apple, eles não só faziam sem o consentimento do cliente, como também às escondidas e sem a possibilidade de desativar. "Mas espionagem é espionagem! Como as pessoas concordam com isso?" - Sim, mas no caso, as pessoas liberam a informação para a Google porque a empresa oferece vantagens em troca disso. Eu mesmo compartilho muitas informações minhas (inclusive localização) com a empresa, porque acho que os benefícios que ganho com isso compensam.
Ramon Melo
Ele já é advogado, não precisa de outro.
Emmanuel Fotógrafo
A parte boa é que vai ter tanta notícia sobre isso que depois ele pode vender o domínio (com o pagerank alto) por uma grana... =)
@clovispedreira
Gostaria de saber porque o autor do post escreveu "vítima" entre aspas. Foi intenção dizer, sugerir ou insinuar que ele está errado em reclamar?
Fer
Pensei que fosse uma fortuna mesmo! uahsua Mas por que diabos esses FDPs se incomodam em ser espionados pela Apple e não se incomodam de ser pela Google? Fala sério! Eu já fico indignado com qualquer uma que o faça!
Cash
Sério mesmo que o meu comentário foi deletado? Olha só que legal!
Alexandre
"Nossa, ganhei 1 milhao. Oh nozes, é um milhao de wons" aiuhaiuahaiuh se fosse nos usa, o cara ia ganhar uma graninha, mas nao 1 milhao de dolares...
RKNeto
"Maldita Apple. Rastreando o meu iPhone sem a minha permissão. Já sei!. Vou comprar um iPad. Quero ver rastrearem agora quando eu não tenho mais um iPhone." Acho que essa quantia não paga nem o advogado.