Início / Arquivos / Aplicativos e Software /

Microsoft pretende abrir novas lojas de varejo

João Brunelli Moreno

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Inspirada no grande sucesso que as famosas Apple Store desfrutam ao redor dos EUA (e do resto do mundo, faça-se justiça) a Microsoft se prepara para entrar de vez no varejo norte-americano com uma ampliação substancial de suas Microsoft Stores, que iniciaram suas atividades há pouco menos de dois anos.

Desde outubro de 2009 a Microsoft abriu 11 lojas físicas em vários estados dos EUA – a mais nova iniciou suas atividades em Los Angeles, na Califórnia, no último dia 30 de junho – em que segue o modelo de negócios de sua rival da maçã e oferece computadores e notebooks de marcas como Sony, Dell, Acer ou Lenovo, além de programas e outros eletrônicos, como o console Xbox 360 e o player de música Zune, que conquistou milhares centenas dezenas de consumidores ao redor de todo o planeta.

Nesta quarta-feira, durante a conferência mundial de parceiros da MS, a empresa prometeu “acelerar” a abertura de lojas ao redor dos EUA, com 75 novos estabelecimentos nos próximos três anos. Europa, América Latina e Brasil, por hora, estão fora dos planos da companhia, mas curiosamente, no final da década de 90 a empresa chegou abrir uma loja física deste lado da linha do equador. Enquanto isso, sua rival do lado frutífero da força conta com 350 lojas abertas ao longo de 10 anos de mercado.

Como lembra o site Neowin, durante a apresentação dos planos da empresa para o mercado dos EUA foi mostrada uma imagem de um misterioso “revendedor Apple da América Latina” que mostrava um computador Apple rodando o Windows 7, o que aparentemente levou a plateia à loucura.