Início / Arquivos / Internet /

E lá vamos nós discutir a privacidade no Google+

Todos os perfis na rede social do Google serão públicos.

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Google+ no ar. Tudo muito lindo, tudo muito cinza. Aos poucos, os usuários brasileiros vão chegam na nova investida em redes sociais do gigante da web. Só não pode se animar muito com os pretensos controles de compartilhamento de informações no serviço. Uma página na sessão de ajuda do “Projeto Google+” mostra que o Google não tem intenção de oferecer perfis privados.

Testamos | Todos os recursos do Google+

Informações presentes no Google+

O Mashable descobriu que o caráter de testes do Google+ não prevê a criação de perfis privados, nos quais os participantes da rede social escondam todas as suas informações. Isso acaba em 31 de julho, quando os perfis privados deixam de existir, segundo informações fornecidas pelo Google.

“O objetivo dos Perfis do Google é permitir que você gerencie sua identidade on-line. Atualmente, quase todos os Perfis do Google são públicos. Acreditamos que o melhor uso para os Perfis do Google seja ajudar as pessoas a encontrar e se conectar com você on-line. Perfis particulares não permitem isso, então decidimos exigir que todos os perfis sejam públicos.” É assim que a empresa defende a posição de oferecer apenas perfis públicos.

E o que vai acontecer com o meu perfil se eu não quiser abri-lo para o mundo? Será deletado, também de acordo com informações da companhia. Não haverá exceções. Ou o perfil é aberto para todos fuçarem verem, ou não existe.

O Google diz que o Google+ pede apenas o nome completo do sujeito para liberar a conta.

Facebook permite escolher o que será visto por quem

O Facebook sempre permitiu que o internauta decida quais informações do perfil podem ser vistas pelos diferentes níveis de contato. Por exemplo, eu fechei a minha data de aniversário para que só amigos possam ver essa informação. Em contato com o TB, o Google esclareceu que a mesma mecânica será utilizada no Google+. Somente o nome e o gênero deverão necessariamente que aparecer. As demais informações poderão ser omitidas de certos usuários.

Você tem até 31 de julho para decidir se quer ter um perfil público no Google+ ou não.

Atualização — 06.07.2011 13h05 | Alguns leitores apontam terem entendido que somente nome e gênero serão necessários para exibir um perfil no Google+. A página de ajuda sobre assunto diz o seguinte:

Lembre-se de que seu nome completo é a única informação obrigatória que será exibida em seu perfil. Você poderá editar ou remover outras informações que não deseje compartilhar.

No meu entendimento, nome e gênero são o mínimo. Quaisquer outras informações poderão ser removidas. Caso permaneçam no perfil, serão públicas. Mas eu posso estar errado, claro. Estou em contato com o Google para esclarecer essa questão.

Atualização — 06.07.2011 16h21 | Artigo atualizado com informações fornecidas pelo Google.