Em comunicado enviado hoje à Bovespa e à Comissão de Valores Mobiliários, a Telefônica, através de sua subsidiária Telesp, informou que fará uma oferta pública de compra de 100% das ações da concorrente GVT. A oferta será de R$ 48,00 por ação e caso a transação seja concretizada, o valor gasto na compra será de 6,5 bilhões de reais.

gvt-6dot5-bilhoes

A oferta é maior do que a proposta feita no mês passado pelo grupo francês Vivendi, que ofereceu R$ 42,00 por ação da GVT e planejava comprar apenas 51% da empresa. Caso essa proposta não seja aceita, o mercado de banda larga no Brasil ficará ainda mais perto de um possível monopólio pela Telefônica, já que não há muita concorrência na área.

A aprovação dos órgãos reguladores, bem como do quadro de acionistas da GVT, é necessária para que a compra seja completada. A GVT não comunicou oficialmente qual das propostas irá aceitar, mas deve estar se sentindo muito importante por ser tão disputada.

[Atualização às 11:55] O objetivo da Telefônica ao fazer oferta de valor tão alto é ampliar a presença fora do estado de São Paulo. Atualmente a Telefônica não tem autorização para operar em outros estados, o que poderia ser facilmente contornado com a compra da GVT.

No mercado de banda larga, a Telefônica ocupa atualmente o segundo lugar em número de usuários, com 25% do total. Com a aquisição da GVT, que detém 5% desse bolo e está em 4º lugar, a Telefônica poderia concentrar 30% dos usuários de banda larga do país. Ainda assim, a maior operadora de banda larga continuaria sendo a Oi/BrT, com 37% dos usuários.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fernando Assis
Porém, força mesmo tem a Oi, que há anos humilha e engana o cidadão consumidor e nem a ANATEL, PROCON, DECON, IDEC, PROTEST, HOMENS DA LEI E DA JUSTIÇA BRASILEIRA, ETC, fazem absolutamente nada. Por que? Como isso é possível? Cadê a lei de 1 minuto no atendimento? Todas as outras melhoraram, a Oi teve a desfaçatez de piorar, assim, na lata, escancaradamente, e chegar ao absurdo de não te deixar chances de ser atendido pelo "atendimento". Uma empresa com essas chances só pode estar muito trepada mesmo. Só que tem o seguinte: ela faz isso porque nós, consumidores, não desenvolvemos nossa honra de BOICOTE (nossa única arma, e pacífica, sem sangue). Se ninguém pagar pelos serviços desse empresa nojenta, então quero ver se os almofadinhas lá dentro não vão modificar o seu "modus operandi".
Bruno
Foi mal ter colocado o outro link, vocês já tinham falado sobre isso :D http://tecnoblog.net/news/2009/nova-estatal-de-banda-larga-em-breve.htm
Bruno
Ainda bem que o Presidene Lula já percebeu que, se depender dessas "desoperadoras" de banda larga, a gente vai continuar tomando lá... http://www.teletime.com.br/News.aspx?ID=149195
Thiago S. Rosa
Agora sim hein... Oi e Telefonica dominando o mercado, nossa infra de banda larga estará perfeita! :(
Rodrigo
Vou sentir um distúrbio na força, como se milhões de vozes se calassem ao mesmo tempo... :-(
Thiago Mobilon
Medo. GVT é a ÚNICA operadora de banda-larga do Brasil sobre a qual só ouvi elogios até hoje.
Ricardo Macari
Hell NOOOOO!!! Xoooooo Telefonica, sai desse corpo que nao te pertence!
Paulo
NNNOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!! Vai ser o apocalipse da internet banda larga no brasil se a telecomica comprar a GVT!!