Início / Arquivos / Antivírus e Segurança /

Hackers atacam computadores do Fundo Monetário Internacional

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Nem só de Sony vivem os hackers deste mundo. Quando não estão tirando a PSN do ar — ou outros sites e serviços da gigante japonesa —, eles miram em alvos maiores. O dessa semana foi o Fundo Monetário Internacional, de acordo com informações prestadas no domingo (12). A entidade, que gerencia bilhões e bilhões de dólares, sofreu um ataque a seus computadores e sua rede interna.

FMI

Embora o FMI só tenha admitido agora que hackers estava à procura de “informações privilegiadas”, um memorando do CEO da entidade datado de 8 de junho (quarta-feira) já falava no ataque. “Até o momento, não temos razões para acreditar que qualquer informação pessoal foi buscada para motivos de fraude”, escreveu Jonathan Palmer.

De acordo com o New York Times, esse tipo de ataque estaria acontecendo faz meses. O FMI não confirma a informação do jornal.

Jeff Moss, hacker que criou a conferência Black Hat e que diz trabalhar no Departamento de Segurança Nacional americano, acredita que o ataque foi conduzido em nome de um país para roubar dados importantes sobre as estratégias do FMI ou comprometer a imagem da entidade na comunidade internacional (e financeira).

Para agilizar as investigações, o FBI vem ajudando os técnicos do Fundo Monetário Internacional desde sábado (11).

O FMI é uma organização composta por 187 países. Sua missão é “ajudar a garantir a estabilidade no sistema internacional”. Para isso, a entidade oferece assistência técnica e principalmente empresta dinheiro para economias em frangalhos (o Brasil bem sabe disso). Imagine quais informações confidenciais podem ser encontradas nos computadores do FMI.