Início » Arquivos » Jogos » Orions 2: para quem curte card game com modo online

Orions 2: para quem curte card game com modo online

Izzy Nobre recomenda joguinho para iPhone que custa apenas 3 dólares.

Avatar Por

Em dezembro de 2008, a produtora russa iMoreGames — com apoio da Chilingo, uma publisher de peso na cena da App Store — trouxe aos donos de aparelhos iOS o Orions – Legend of the Wizards. Originalmente, Orions era um título para a plataforma Windows Mobile. Tratava-se de um jogo de estratégia com um sistema de batalha com cartas, um misto de Heroes of Might and Magic e Yu Gi Oh, digamos.

O primeiro Orions tinha uma direção artística de qualidade, gameplay sólido e uma grande variedade de cartas, que é o que mais importa num card game. Mencionei o jogo nesta coluna sobre card games, aqui no TB.

A batalha de cartas, que é o carro-chefe do jogo

Apesar destas qualidades, Orions não se tornou um jogo muito popular na App Store, por dois motivos. Primeiro, a falta de modo online, uma omissão quase criminosa num jogo de natureza competitiva. Segundo, o total descaso dos desenvolvedores em relação ao jogo após seu lançamento. O primeiro Orions ficou sem updates por mais de 2 anos, o que num cenário em constante mudança como a App Store é essencialmente uma declaração de abandono.

Na semana passada, a iMoreGames lançou Orions 2 – The Deckmasters, o jogo que os fãs da versão original para Windows Mobile conheceram como uma expansão do game original.


(YouTube)

Embora esta manobra (lançar o que deveria ter sido uma expansão como jogo separado) tenha descido amargamente na garganta dos fãs, Orions 2 trouxe novidades o suficiente para que os 2,99 dólares cobrados pelo novo jogo não pareçam assim um preço tão salgado.

Orions 2

O modo “campanha” mudou muito pouco. Você começa com uma cidade (que no universo do jogo se chamam “orions”) e deve tomar as vizinhas na base da porrada. Ao entrar num orion adjacente, começa a batalha. Cada cidade produz cartas diferentes, o que quer dizer que, a cada orion capturada, mais cartas ficam disponíveis pra você.

No jogo existem 6 diferentes “escolas” de magia, representadas pelos ícones no topo e na parte de baixo da tela: respectivamente, os elementos clássicos Água, Fogo, Ar, Terra, Vida e Morte. O número que acompanha cada ícone representa a quantidade de energia mágica (que, mantendo convenções clássicas do gênero da fantasia, chamarei de “mana”) que cada jogador tem. A cada turno, você ganha um “mana” em cada elemento.

Como você pode ver no screenshot, as cartas têm pequenos números. O número no canto superior direito (8 no caso da Manticore) é o custo da carta. Isso significa que, para jogar essa carta, eu preciso ter no mínimo 8 manas em Ar. Ao gastar as tais 8 manas de Ar, você provavelmente não poderá usar cartas de Ar tão cedo.

O número no canto inferior direito é o ataque da criatura (no caso da Manticore, 5). É a quantidade de dano que aquela carta causa ao atacar. E, finalmente, o número dentro do coração são os pontos de vida da carta. Se eles chegam a zero, a criatura morre.

O jogo consiste em jogar uma criatura de cada vez e dar a ordem de ataque (o que também termina o seu turno). Criaturas que não tenham entrado em jogo no turno atual atacarão as que se posicionam no espaço oposto a elas (ou o jogador adversário, caso o espaço esteja vazio). Usemos novamente como exemplo a tela acima: se eu atacasse naquele momento, a minha Manticore atacaria o meu oponente (causando 5 pontos de dano nele), e todas as outras se atracariam com as criaturas inimigas.

E o objetivo final é levar os pontos de vida do jogador oponente a zero. Ao contrário de muitos card games, Orions é fácil o bastante pra que mesmo um leigo total compreenda o que está fazendo após poucos turnos.

E existem ainda magias que causam variados efeitos na mesa… Aumentam o life das suas criaturas, causam dano nas criaturas inimigas, aumentam sua mana, roubam criaturas do adversário, e por aí vai. A variedade nas criaturas e nas magias (há 116 cartas ao todo) é o que torna as partidas bastante diferentes, e eventualmente você começa a descobrir as cores, criaturas, magias e estratégias favoritas, como em qualquer outro card game.

Além disso, quase todas as criaturas têm habilidades (positivas ou negativas) que interagem com as de outros bichinhos, resultando em situações que você pode explorar em proveito próprio. Por exemplo, há uma criatura que aumenta o próprio life a cada turno. Um efeito que cure todas as suas criaturas ao “máximo” deixa essa criatura (que tecnicamente não tem limite máximo de pontos de vida) com absurdos 124 pontos de vida: um belo susto para o adversário. A isso dá-se o nome de “combo”, e descobrir combos é uma das coisas mais legais a se fazer num card game.

A campanha de Orions 2, como tantos jogos atualmente, serve apenas para se familiarizar com os elementos do gameplay. O real valor do jogo está nos outros modos.

Existem vários meios de jogar Orions 2. Mais simples deles é o modo campanha (pra vencer, basta conquistar todas as cidades do mapa). Quando você faz isso, você ganha um item mágico que não serve pra nada a não ser uma medalhinha de honra. Os gamers que gostam de completar jogos 100% talvez se prendam ao modo campanha apenas por isso.

No modo Duel, há três formas de jogar: contra a CPU, contra um amigo no mesmo aparelho, e online através do GameCenter. Jogar contra amigos por Wi-Fi ou 3G através do GameCenter é definitivamente o que a maioria dos donos do jogo farão.

E o sistema de matchmaking funciona muito bem. Basta selecionar o modo online e a sua lista de amigos do GameCenter aparece em seguida. Escolha um deles, digite uma mensagem personalizada para o convite do jogo (se preferir) e envie. Seu amigo recebe uma notificação push e aí basta aceitar.

Em Custom Duel, você também pode jogar contra a CPU, um amigo no sofá ou estranhos na internet, mas dessa vez em estilos diferentes de jogo. Em Draft, você e seu oponente se revezam escolhendo entre uma seleção de 10 cartas de cada elemento, e ao fim deste processo as cartas que você escolheu serão o seu baralho.

É preciso muita astúcia pra decidir entre carta X ou Y (sabendo que uma boa carta recusada será escolhida pelo oponente, e que este conhecimento poderá moldar decisões durante o jogo). A estratégia começa antes mesmo da partida se iniciar.

Em User Decks, é possível jogar contra um oponente local ou a CPU (porém não online, infelizmente) usando decks que você montou e salvou previamente.

Finalmente, Challenge é um modo em que as partidas ocorrem sob condições diferentes das convencionais. Os jogadores ganham duas manas em cada elemento por turno, em vez de uma, ou todas as criaturas tomam 3 pontos de dano a cada turno, ou você começa com 9 pontos de life, enquanto o inimigo começa com 100. Há ao todo 9 Challenges diferentes.

E além de tudo, existem diversos achievements pra destravar…

No geral, Orions 2 realmente parece mais uma expansão do que uma continuação plena. O gameplay, gráficos e modo campanha são essencialmente os mesmos do primeiro jogo. Entretanto, desta vez há mais cartas, mais modos de jogo, e é possível jogar pela internet — o que é definitivamente o aspecto mais interessante de Orions 2. Há bem menos bugs do que no primeiro jogo, também. Nos fóruns onde discutem o jogo, apenas um foi reportado até então (e já está sendo consertado).

E há também a promessa dos desenvolvedores de se manterem mais próximos da comunidade de usuários e de não abandonarem este jogo como fizeram com o primeiro. Se eles merecem uma segunda chance, eu não sei — mas ao menos posso dizer que Orions 2, da forma que foi lançado, vale os três dólares.

iTunes | Orions 2 (versão lite, grátis)
iTunes | Orions 2 (US$ 2,99)

Caso você não esteja disposto a pagar pra ver, há também a versão demo gratuita.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ncgty
shadow era você não precisa pagar absolutamente nada, paga se quiser, realmente. mas essa idéia de "gastar dinheiro pra nada" é muito mesquinha, pois afinal é um meio de incentivo e suporte à equipe que fez todo o trabalho pra manter sua diversão. o problema mesmo é o multiplayer que atualmente (v.1.25) não escolhe com quem vai jogar e coisa do tipo, mas quem sabe mais pra frente? ouvi falarem bem do orions2 mas não me atrevi a jogar, prefiro comprar boosters no shadow era com menor quantidade de dinheiro. ;D
@mosblenarufa
Pelo que eu percebi no orions você joga com conhecidos enquanto no shadowera não. no shadow era o game play é um pouco diferente(esse esquema de 6 tipos de mana eu acho mais legal) e pra variar shadow era é um jogo freemiun(que é um meio de gastar dinheiro pra nada) Isso sem falar que são jogos diferentes e donos de iphone pode simplesmente jogar os dois...
ncgty
por quê comprar sendo que tem um de graça integrado com ios/android/browser(unity player)/pc(mac/win)? shadow era é o nome. www.shadowera.com