Se você, assim como eu, ainda não recebeu seu convite para o Google Wave, é hora de ter precaução. Aproveitando-se das dezenas de milhares de convites para Wave que o Google prometeu enviar a seus usuários, pessoas mal intencionadas então distribuindo malwares em forma de convite.

A técnica usada pelos ciberbandidos já uma velha conhecida: o black hat SEO. Normalmente o SEO (search engine optimization, ou otimização para motor de busca) é usado para que um site fique mais bem posicionado em serviços de busca como Google ou Bing. No caso do black hat SEO, páginas com vírus são criadas de forma que dêem a entender que contêm informações sobre como obter convites para o Google Wave.

Não pense que acaba na distribuição de malwares. Os bandidos também já oferecem um “complemento” ao usuário que foi atacado. Primeiro distribuem o vírus, depois fingem oferecer falsos anti-vírus, que naturalmente estão lotados de mais malwares.

De acordo com pesquisadores da Websense Labs Team, o Google Wave é atualmente o principal alvo do black hat SEO. Antes dele, o iPhone da Apple figurava como principal forma de tentar malware através da técnica maligna de SEO. [IT Business Edge]

Comentários

Envie uma pergunta