Parece que o Unity, novo gerenciador de janelas padrão do Ubuntu, anda desagradando muita gente. Logo depois do Linux Mint informar que continuaria com o GNOME como padrão, agora é a vez do Ubuntu Studio informar que também deixará o Unity de lado, usando o XFCE no lugar.

Interface padrão do XFCE

O anúncio oficial foi feito na lista de discussão ubuntu-studio-users, conforme segue (tradução livre):

Após muita discussão e investigações, o time do Ubuntu Studio decidiu reorganizar o projeto baseando-se no XFCE. O time simplesmente sente que o Unity e o GNOME-Shell não servem para o nosso público alvo ou fluxo de trabalho desejado.

Estaremos trabalhando em uma nova UI customizada que irá usar o Avant Window Navigator sobre o XFCE. Como sempre, novas artes e pacotes serão introduzidos também.

Vamos trabalhar também para garantir que uma transição suave possa acontecer para os usuários atuais do GNOME.

O Ubuntu Studio, uma variante do Ubuntu voltada exclusivamente para criação de arquivos multimídia (com diversos programas para edição de imagens, vídeos, músicas e afins) já havia alterado a versão 11.04 para carregar o gerenciador clássico (GNOME 2) ao invés do Unity, mas a notícia de que essa opção não estaria mais disponível por padrão no Ubuntu 11.10 forçou o time de desenvolvimento a se decidir pela troca.

O time também pensou em usar o GNOME 3, mas caiu no mesmo problema do Unity: uma interface fora dos padrões de um “desktop” comum e com mudanças muito radicais. Assim, eles decidiram partir para o XFCE, um gerenciador de janelas bem simples e leve voltado para máquinas com poucos recursos e que assim como o GNOME 2 também usa as bibliotecas GTK+ para o desenvolvimento da interface gráfica.

Não custa nada lembrar, o KDE também já passou pelos mesmos problemas quando promoveu uma mudança radical com o lançamento da versão 4 do gerenciador de janelas. Eu mesmo acabei migrando para o GNOME, por ser uma interface mais simples (na época). Resta agora saber como a Canonical reagirá a todos esses problemas de aceitação do Unity. Grandes mudanças podem rolar no 11.10?

Para saber mais sobre o XFCE, visite o site do projeto. A versão mais atual do Ubuntu Studio pode ser baixada na área de downloads do projeto.

Com informações: Computer World.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

alex
agora com o windows 8, que em alguns aspectos lembra o unity, o ubuntu pode até colher e aprimorar para si, ideas a partir do w8, já que pelo que li, ele pegou ideais do macOS, pq não seguir o caminho do meio, entre mac e w8?
Jack
KDE é tudo de bom. O resto é resto!
gabriel
Posso ser sincero? Sem querer ser troll ? DETESTEI esse unity, meu deus, que porcaria. Tô voltando pro XFCE depois anos. "Isso" deveria ser um opcional, na boa.
Vinnicius
Todos estão esquecendo que o Unity é um plug-in para o GNOME. Estão usando o GNOME do mesmo jeito :O De vez em quando uso o LXDE, mas prefiro o Ubuntu 11.04 no GNOME clássico.
João Vitor
Olha no meu pc o Ubuntu 11.04 nem se quer reconheceu a placa de rede mesmo, e olha que ele é antigo ja o Ubuntu 10.10 rodou rodondo com o Windows 7 em dual boot uma coisa que me deixa mais p da vida é o abandono do Gnome, além dele ser prático é muito mais rápido quanto ao Unity que só vejo bugs, e dependendo das futuras versões do sistema vou migrar pro Linux mint já que ele é baseado no Ubuntu mas com a tradição de carregar o Gnome.
Nash
Deuses. Você realmente não entendeu nada do meu comentário não é? Apenas reforçou a infantilidade do seu posicionamento. ps.: Você citou MESMO um artigo da Wikipédia? AHUAUhauha
J. Neto
Sou mais o LXDE. É mais leve.
@lksferrari
Tbm gostei mais do Unity q o gnome, apesar q apenas em interface, pq o sistema realmente deixa a desejar em certos pontos, mas eu acho q eles deveriam amadurecer o sistema, e nao desistir dele e trocar para o XFCE, q pessoalmente tão acho muito interessante. Prefiro o Gnome q o XFCE.
Paulo Freitas
Senti falta dos meus painéis. Caparam até a temperatura local, pô! :/
Paulo Freitas
Super + D minimiza tudo, o que faz mostrar a área de trabalho. :)
Ramon Melo
É porque você está comparando com o Windows, que é um SO bem mais pesado. Em condições normais, distribuições Linux costumam ser bem mais rápidas que o Windows no mesmo PC. A perda de desempenho foi relativa ao Ubuntu 10.10, que eu usava antes.
Ramon Melo
Aprende a ler porque eu estou sem saco para discutir com você. http://migre.me/4yMJi
Nash
Espere um instante Ramon, você disse mesmo que os usuários tem um *problema sério* por sentirem a necessidade de atualizar? PROBLEMA SÉRIO? Problema querer seu sistema atualizado? PROBLEMA? É sério isso? É tão infantil essa afirmação que vou assumir que você está apenas tentando me trollar. "O Ubuntu 10.04LTS tem tudo que o 11.04 tem, em termos de recursos disponíveis ao usuário leigo" Então pra que diabos lançar uma versão nova a cada seis meses? Pra arredondar os números? Se quer apenas testar, deixa em beta e evita se queimar desta maneira.
Gabriel
Utilizo o Windows 7 e o Ubuntu (ambos x64) e é imperceptível a perda de desempenho, mas percebe-se pelo sobreaquecimento do notebook (sai um ar bem mais quente da saída do cooler, como se eu estivesse com aplicativos pesados abertos ou num jogo pesado, isso só com o Firefox aberto). Já no antigo notebook com placa de vídeo SiS, o Windows 7 (também x64) roda redondo inclusive com o Aero ligado (!), mas não se pode dizer o mesmo do Ubuntu 11.04 nele (x64, também). Mas não tive experiências traumáticas com o Unity porque não uso mais o antigo notebook, só gosto de fazer uns testes nele. :D
Ramon Melo
Eu também gostei do Unity, só gostaria que ele fosse mais rápido e mais leve! (e tivesse um atalho para a área de trabalho)
Exibir mais comentários