Início / Arquivos / Aplicativos e Software /

Aplicativo criado pela Apple infringe regras da AppStore

Rafael Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Se existisse uma polícia responsável por reforçar o cumprimento das nada restritas regras da AppStore, ela provavelmente estaria chutando portas na sede da gigante de Cupertino nesse exato momento, apreendendo computadores e algemando diversos desenvolvedores. Isso hipoteticamente aconteceria por que ontem a Apple liberou um aplicativo chamado iAd Gallery, que serve para visualizar os anúncios criados por diversas empresas. Só que esse aplicativo infringe as regras da própria Apple.

Para quem não lembra, o iAd é uma plataforma da Apple que ajuda anunciantes a mostrarem seus produtos ou serviços em aplicativos disponíveis na sua loja online. O iAd Gallery é um aplicativo que tem como objetivo mostrar esses anúncios e foi lançado ontem. Mas ao disponibilizá-lo, a Apple quebrou a regra 2.13 da sua loja, publicadas pela Apple em setembro do ano passado. Ela diz que “aplicativos que [tem fins] primariamente para propaganda ou material de marketing serão rejeitados”.

Obviamente as regras da própria Apple não vale para aplicativos desenvolvidos pela própria empresa. Tanto que alguns dos programas incluídos no iOS fazem uso de APIs e recursos que outros desenvolvedores não têm acesso. Mas esses programas não são vendidos na loja online, então poderia a Apple ser acusada de hipocrisia nua e crua? Vou deixar a resposta à essa pergunta a cargo de vocês. Usem o mouse de espada e o teclado como escudo e se degladiem no campo de comentários.

Mas evitem sangue, por favor. A faxineira não vem hoje.

Com informações: Gizmodo.