Recentemente tivemos o lançamento de dois aplicativos que colocaram a guerra dos navegadores em evidência. Depois de 12 Betas, o Firefox 4 posicionou-se de um lado do ringue. Do outro lado, o Internet Explorer 9, que chega ao mercado quase dois anos depois do seu sucessor IE8 dar as caras por aqui. Quem será que leva a melhor?

Duas importantes empresas de métricas para web começaram seus respectivos levantamentos sobre participação de mercado dos navegadores. O resultado, por enquanto, é um Firefox 4 muito mais usado do que o Internet Explorer 9. Por enquanto, a Mozilla está ganhando a briga.

Firefox 4 dispara frente ao Internet Explorer 9

Pelos dados da StatCounter, o Firefox praticamente acaba de passar a marca de 5% de uso em todos os computadores do mundo. É um número pequeno, porém crescente nos últimos dias. Já o Internet Explorer, cujo lançamento se deu em 14 de março (ou seja, já faz algumas semanas que está na praça) aproxima-se de 1,1% de participação de mercado.

Mozilla WIN!

A outra companhia que está fazendo essa medição é a Net Applications. Vamos aos números: Mozilla Firefox 4, em sua versão final, lidera com cerca de 3,8% de market share. Lá embaixo, o Internet Explorer 9 mostra pouca reação desde que foi lançado e agoniza em 1,5% de uso no mundo.

Mozilla WIN! (2)

Não custa lembrar que o Firefox 4 bateu seu próprio recorde de downloads no primeiro dia de lançamento, relacionado a navegadores. Foram mais de 7 milhões de pessoas baixando o FF4 em seu dia de estreia, número que o Internet Explorer 9 não conseguiu acompanhar. Atualmente, já foram mais de 30 milhões de downloads.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael The Mist
Obrigado por responder minhas perguntas. Not!
Paulo Freitas
Eu estou faz 1 semana com firefox 4 instalado em um quadcore com 4GB de ram, liso, como veio de fábrica, trava no mínimo 3x por dia apenas aberto com 3 abas. Usei o Firefox 4 desde a primeira nightly build (atualmente uso a nightly build do provável Firefox 4.2) e dá pra contar nos dedos quantas vezes ele travou nos 6 últimos meses. Comecei este perfil em dezembro passado, travou 8 vezes até agora, usando nightly build, versão conhecidamente mais instável que versões alpha: http://i.imgur.com/1bD3T.png Não tenho quadcore e muito menos 4GB de RAM. Atualmente estou num Core i3 dos mais fracos e 3GB RAM. E não tenho problema algum quanto a isso, mesmo com 881 abas abertas e com sessão aberta há 1 dia e 7 horas no momento. E com 13 add-ons ativados, veja só que irônico. Isso me ocorre tanto no Ubuntu como no Windows 7. Liso, liso, liso. No Chromium também roda liso, desde que eu não tente abrir mais do que 100 abas - ele congela, trava, fecha e não abre mais. Pouco uso o Flash e quando ativo ele me certifico de que uso a última versão. Isso faz uma baita diferença. E, claro, não possuo um sistema carroça como a maioria das instalações Windows que vejo (definição sistema carroça: fragmentação de disco alta, malwares a torto e direito, zilhões de programas instalados, dezenas de programas iniciando com o sistema e rodando em background, e por aí vai). E é óbvio que nenhum sistema é perfeito, mas uns tem mais problemas que os outros, só isso. Também acho, em proporção contrária. :) E uma rápida pesquisa em mecanismos de buscas reforça meu pensamento de que o problema principal, não é do navegador nem do sistema, mas do usuário que não sabe usar ambos. :D
Bruno Silva
Eu estou faz 1 semana com firefox 4 instalado em um quadcore com 4GB de ram, liso, como veio de fábrica, trava no mínimo 3x por dia apenas aberto com 3 abas. O Chrome rodando tudo não travou nenhuma vez durante a semana com um monte de plugins instalado. Não quer dizer nada além de que no meu computador o Chrome é melhor, porém, uma rápida busca em mecanismos de buscas reforça meu pensamento que o problema vai além da minha máquina. E é óbvio que nenhum sistema é perfeito, mas uns tem mais problemas que os outros, só isso.
Paulo Freitas
Yep! No caso do Chrome, o consumo anda excessivo, é por conta disso que eles divulgaram nos últimos dias que pretendem melhorá-lo. O IE9 também separa em processos e ainda assim não chega a consumir nem 50% a mais que o Firefox 4 que só isola os plugins. Sinal que dá pra separar em processos e ainda assim consumir pouco. O Firefox já tem um projeto para separar as abas em processos, chamado Electrolysis (o isolamento de plugins presente desde o Firefox 3.6 veio dele). No entanto, é uma funcionalidade que não deve aparecer neste ano ainda, portanto é de se esperar que apareça no Firefox 8 ou superior. O importante é que o consumo de memória vai bem obrigado e o isolamento de plugins diminuiu os travamentos em bem mais do que a metade. :)
@AntonioVeras
Concordo plenamente com o que você disse, porém existem programadores web que são fãs de carteririnha do IE. visto que alguns fazem sites que só funcionam no IE. Exemplo: http://www.mapfreconnect.com.br Só consigo acesso à este site por meio do IE, porém posso fazer uso da extensão IE TAB PLUS, no Firefox e no Chrome. Mas esta extensão não está disponível para FF e Chrome no Linux.
@AntonioVeras
Humm, por isso que quando eu abro o Gerenciador de Tarefas tem um monte de "chrome.exe". Só com uma tab aberta, já tem dois "chrome.exe" no gerenciador.
Paulo Freitas
Segundo a Microsoft, depois do IE9 (claro!), o Firefox 4 é o que menos consome energia. Um novo e curioso benchmark com todos navegadores principais: http://blogs.msdn.com/b/ie/archive/2011/03/28/browser-power-consumption-leading-the-industry-with-internet-explorer-9.aspx
Paulo Freitas
Eu contrataria outra seguradora. :D
@AntonioVeras
Mas, se depender de alguns webdesigners, você ficará preso ao IE para sempre. http://www.mapfreconnect.com.br
@AntonioVeras
Chega a ser cômico essa situação. Não pelo seu comentário, mas sim porque, diferente do IE 9, o Firefox 4 está disponível em versões do Windows em que o IE 9 não é compatível. :D
@AntonioVeras
Manda a MS fazer a versão para XP então. Você acha que alguém que pagou pelo sistema dela, caro, vai comprar o sistema de novo porque a MS resolver lançar uma nova versão do seu navegador web que só funciona nesse sistema novo? Se ela quiser reverter essa situação, que o faça direito.
@AntonioVeras
Toda versão lançada do IE é considerada a mais segura. E o que vemos?
Paulo Freitas
O fato mais recente foi o IE8 ter sido atacado na última pwn2own. Todas as fabricantes possuem prazo para corrigir as falhas dos navegadores semanas antes do evento. Foi assim que fizeram. E ainda assim o IE8 foi tomado. Citando a Wikipedia: The second and last browser to fall for the day was a 32-bit Internet Explorer 8 installed on 64-bit Windows 7 Service Pack 1.[19] Security researcher Stephen Fewer of Harmony Security was successful in exploiting IE. Just as with Safari, this was demonstrated by running Windows' calculator program and writing a file to the hard disk. http://en.wikipedia.org/wiki/Pwn2Own#Contest_2011
Bruno Silva
Tem pesquisas que comprovem isso no 8? eu não lembro de ter lido nenhuma confiável.
Paulo Freitas
No geral, comentarios e posts são sempre tendenciosos. Principalmente quando não incluem fontes. :D
Exibir mais comentários