Acabou-se o que era doce. Alguns donos de iPhone americanos achavam-se espertos demais para não pagar pelo serviço de tethering. Para tanto, era simples realizar o jealbreak no aparelho e depois instalar o aplicativo MyWi a partir da loja Cydia. Pena que a AT&T decidiu ir atrás desses usuários, para cobrar pelo serviço à parte.

Para entender isso, é importante observar que a AT&T cobra o serviço de tethering separadamente. O cliente que tem um plano de dados para o smartphone ainda depende de outro plano de dados caso queira compartilhar a conexão com outro dispositivo, como um tablet, por meio do Wi-Fi.

AT&T: pague para usar ou pague para usar.

A AT&T está enviando SMS para o cliente que é pego no flagra, com os seguintes dizeres: “Você sabia que compartilhar a conexão do seu smartphone com um computador requer um plano de tethering? Por favor telefone para 888-860-6789 para mais detalhes ou visite att.com/dataplans“.

E se o cliente se negar a pagar o valor do tethering? Bom, essa opção não existe. Ou ele desliga do tethering de vez, ou é automático incluído na lista de assinantes do plano DataPro 4GB, que dá direito a 4 gigas de tráfego mensal por 45 dólares mensais (equivalente a 75 reais).

Confesso que eu não sei como todas as operadoras brasileiras lidam com a questão do tethering. Pelo menos na Vivo, a informação que tenho é que o plano de dados convencional pode ser compartilhado com notebooks e demais dispositivos sem qualquer cobrança adicional. Será que a operadora adotaria atitude similar à da AT&T caso o tethering torne-se um serviço à parte?

De qualquer forma, não podemos crucificar a AT&T por isso. Ela está apenas tentando ser mais inteligente que os seus clientes espertinhos, e usando os benefícios da tecnologia para isso (no caso, detectar o gatotethering­ — nome bonito, eu sei, inspirado em gatonet).

Com informações: Gizmodo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Túlio
EU moro nos EUA e tenho 1 celular com plano da At&T, e vou te dizer... quando eu poder cancelar o contrato, eu cancelaria.. ela cobra por tudo! Tive q pagar 6 dollares a mais pq no meu celualr 99,9% dos botões vai para a browser e tenho q pagar Data Transfer -.- Muito ruim At&T.
Lisias
Só para divulgar a informação: Meu plano de dados tinha mais de ano, e numa loja a vendedora me informou que o motivo da cobrança está no fato de "ser uma versão antiga do plano". Ela me informou de que cancelando o plano atual, e recontrando-o novamente, tudo voltará ao normal. Só que "plano novo" é levemente mais caro... ;-)
Daniel Drumond
Lisias, realmente nesse ponto o Android sai na frente, mas são pouquíssimos os aparelhos sem customização (que eu me lembro: Nexus One, HTC Desire G2 e Nexus S). Aqui no Brasil muito aparelho foi vendido exclusivamente pela operadora X, e ela bloqueava MUITA coisa. Anyway, pra deixar claro: Não sou macfag. Tenho um Android e pra mim Android supera qualquer outro OS mobile (que fique claro o "pra mim", eu não disse que ele é o melhor, mas o que mais me enquadro).
Alexandre
nao ta certo isso. a pessoa jah paga pela franquia de dados, se ela quiser e puder compartilhar nao deveria ser problema dela? No pais mais livre do mundo, o AT&T rema contra a mare
Caio Furtado
Infelizmente eles podem fazer isso, afinal o plano de dados é pro smartphone.
@Masterwebinter
Viva meu android que me deixa burlar a velocidade do plano de 50 cents por dia da tim :D:D:D:D:D:D:D:D
@Masterwebinter
Maaaaaaaaaaas ela não consegue fiscalizar os Android da vida xD
Lisias
Marcos, seu argumento não procede. O princípio da analogia não pode contrariar legislação vigente (mesmo que seja uma aberração lógica). Encontrei uma disussão semelhante aqui: http://jus.uol.com.br/revista/texto/1787/a-inviolabilidade-dos-e-mails O fato é que, na atual legislação, a posse dos dados digitais pertence ao dono do equipamento que os armazena, motivo pelo qual você nunca ganhará um processo caso decida processar seu empregador por ter lido seus emails profissionais. É também para prevenir brechas nesta legislação que as empresas costumam proibir os funcionários de armazenar dados pessoais em seus computadores. Emails, pacotes de VoIP, tudo são dados digitais que uma vez na rede, trafegam por vários computadores - podendo ser armazenados por qualquer computador pelo caminho.
Marcoscs
Lisias, voce está esquecendo do princípio da analogia. Se telefones fixos e celulares têm consagrados na lei o direito à privacidade de se comunicar, quebrada somente mediante determinação judicial, e se o protocolo TCP/IP oferece os meios para que também haja comunicação da mesma forma que a telefonia, então, analogicamente, o uso do protocolo TCP/IP para se comunicar também estaria protegido pela confidencialidade. O que se protege é o ato, não importa o meio.
Marcoscs
Eu acho que isso não faz o menor sentido. Se você contrata um plano de dados, mesmo que no texto do contrato esteja escrito que você só pode usar seu plano em smartphones, você paga pelo tráfego de dados, é esse o objeto do contrato, o serviço a ser contratado é unicamente o tráfego de dados. O meio que eu vou dispor para usar essa quantidade de dados não devia ser motivo de monitoramento e muito menos cerceamento por parte da operadora. Isso daria uma boa questão nos tribunais, e eu arrisco que aqui no Brasil provavelmente os clientes ganhariam a causa.
Lisias
Sorry, but nops. *AQUI* no Brasil, internet não é telecomunicação* - de forma que o direito à privacidade que vc tem ao usar o telefone fixo e celular não se aplicam ao TCP/IP (nem mesmo para o VoIP - ou seja, não há privacidade garantida por lei no Skype). * Obs.: não estou falando de lógica (porque, pela lógica, é óbvio que é). Estou falando de legistação. Do ponto de vista da Lei, só é telecomunicação o que a Lei define como telecomunicação, e a nossa Lei diz que telecomunicação é Telefonia Fixa e Celular (não tenho certeza sobre telegramas, mas francamente...)
Lisias
Vc consegue fazer 100MB durar 3 ou 4 dias? :-) Da última vez que precisei fazer tethering com meu celular para trabalhar, um únicho checkout do repositório do trampo me gastou 45mb! ;-)
Lisias
E antes que me taxem de MacFóbico :-D Acho o iPhone um puta aparelho. Tem suas fraquezas, mas a interface de usuário ainda é a melhor do mercado. Mas ainda prefiro pagar um pouco menos num puta Android - que também tem seus defeitos (eu é que sei, sou usário pesado do Nexus One já tem quase 6 meses), mas que *PARA MIM* não são tão ruins quanto os defeitos do iPhone. Por pior que esteja a situação, enquanto eu tiver escolha, posso ao menos optar pelo menos pior.
Lisias
Daniel, sim é verdade que cada operadora e/ou fabricante faz o que quiser com o Android. Mas com o Android tem uma coisa chamada concorrência: se um fabricante/operadora faz algo que vc não gosta, é só não comprar mais nada dela. E com o iPhone? Eu tenho esta opção? Como eu disse anteriormente, seu bolso é seu guia. NInguém te impede de pagar um pouco mais caro por um aparelho sem bloqueios. E com a Apple?
Rafael Miranda
Já não basta a Apple querer saber tudo e controlar tudo de seus usuários fazem, agora é a AT&T também! ditadores, aff!
Exibir mais comentários