Início / Arquivos / Celular /

Navegador do Android é mais rápido que Safari do iOS?

Rafael Silva

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Se já existem empresas competindo em rapidez e compatibilidade no espaço de navegadores desktop, por que não transportar essa batalha para o setor de navegadores em dispositivos móveis? É isso que uma empresa chamada Blaze Software decidiu fazer. Ela executou mais de 45 mil testes com navegadores tanto do iOS quanto do Android e descobriu que navegar em páginas usando o sistema móvel do Google é mais rápido. Mas deixaram de fora alguns detalhes.

Segundo a empresa, os testes foram feitos num iPhone 4 rodando o iOS 4.3 e no Nexus S rodando o Android 2.3, ambos conectados à internet por meio de uma rede WiFi. Dessa forma eles estariam comparando hardwares recentes, com as últimas versões do sistema operacional e sem depender da rede de dados de uma operadora, algo suficientemente justo. Os testes então mostraram que em 84% das vezes, o navegador do Nexus S abriu as páginas mais rápido do que seu concorrente, o que gerou o gráfico abaixo.

Depois de calcular mais alguns números, eles também concluíram que o navegador do Android abria páginas em 2.1 segundos em média, enquanto que o do iPhone abria sites em 3.2 segundos. E isso também gerou mais um gráfico.

Mas como bem aponta o pessoal do site Loopinsight, a Blaze Software não levou em consideração um detalhe. Apesar da versão 4.3 do iOS contar com um Safari melhor e mais rápido, segundo a Apple, ele nunca foi usado nos testes. Segundo a documentação da própria Blaze eles usaram aplicativos personalizados para o teste. Porém, tais aplicativos não abrem páginas no Safari do iOS e sim em outro navegador baseado nele, chamado UIWebView. Esse navegador não recebeu nenhuma atualização de performance com a versão 4.3 do iOS, então não foi exatamente o mais justo dos estudos.

Como o site da empresa está fora do ar no momento de publicação desse post, não sabemos se eles pretendem refazer os testes. Mas seria o mais justo, nesse caso.

Atualização às 09:02 do dia 18/03 | A Blaze admitiu que os testes foram falhos.

Com informações: Gizmodo, Loopinsight.