Boa notícia para os fãs da distribuição Linux Mint: Clement Lefebvre, fundador da distro e também o desenvolvedor-chefe, declarou que a nova versão do Mint (codinome “Katya”) virá com o GNOME 3 por padrão, fugindo do Unity usado no Ubuntu (distro na qual o Mint é baseado).

A decisão, segundo a declaração de Clement, é manter o GNOME 3 como padrão para desktop e assim disponibilizar para os usuários um “layout mais tradicional para desktops”, eliminando assim tanto o Unity que a Canonical vem desenvolvendo quanto o GNOME Shell (um substituto para o bom e velho painel do GNOME, que vem sendo desenvolvido em conjunto com a versão 3 do gerenciador de janelas).

Usuários que queiram continuar usando o Mint mas tenham se apaixonado pelo shell Unity ou pelo GNOME Shell terão a opção de baixar e instalar os pacotes necessários, mas Clement salientou que a idéia por enquanto é manter o mesmo padrão visual que eles vem usando desde sempre.

Pessoalmente considero essa notícia muito boa, o Mint é basicamente o Ubuntu com algumas modificações visuais e uma série de codecs de áudio e vídeo instalados, então usuários que não tenham se adaptado ao Unity poderiam migrar facilmente seus perfis do Ubuntu para o Mint, e assim manter a experiência de uso do desktop como era antes.

O GNOME 3 deve ser lançado oficialmente em 6 de abril, e a versão 11 do Linux Mint está programada para sair em maio, sem data específica por enquanto. Como o Mint é baseado no Ubuntu, e a versão 11.04 deve ficar pronta apenas em 28 de abril, imagino que a nova versão do Mint só deve ser lançada na segunda quinzena de maio. Como sempre, você ficará sabendo de todos por aqui. 🙂

Com informações: H-Online.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vinnicius
O Unity é legal. Gosto muito dele sim, a barra lateral é bastante útil e no canto superior esquerdo da tela (onde tem o botão do logo do Ubuntu) até que é legal os 8 atalhos, pena que não consegui editá-los. Achei a personalização muito fechada, e isso prejudicou muito o Ubuntu nessa nova versão. O Compiz ficou muito bugado e se ativar os efeitos ferra todo o Unity. Ele está fraco, mas vai melhorar, tenho certeza. Estou em um "vai e não vai" com o Linux Mint. Indeciso. Boa sorte para a Canonical
Luiz
O Linux Mint é um Ubuntu melhorado ou seja: sem o tal do unity. A canonical tem se esforçado, mas peca na elaboração do ubuntu. Prefiro que ela leve um ano para lançar outra versão, mas que venha completa cmoo essas que vou citar. O Zorin OS-4 baseado no ubuntu 10.10 (rápido, belo visual, reconheceu todo o hardware e muito estável); o Mint 10 (muito bom, belo visual e estável) ; e o Pinguy OS (fantástico). Abandonei o Ubuntu 11.04 de vez. A canonical precisa ouvir mais a comunidade e tem que melhorar o visual do ubuntu e sua funcionalidade.
Antonio Luiz
É RIDÍCULO !!! ESSA INTERFAÇE CHAMADA "UNITY" . Tem mais bug que windows 7 . lugar de lixo é no lixo sr. unity metem o paú no ruindows users de unix/linux mas a verdade que a interfaçe unity e o ubuntu 11.04 tem mais bug que o ruindows 7 sou user linux anos e continuo usando linux mas quando preciso criticar um produto de baixa qualidade tenho que fazer isso pois é meu trabalho sempre melhorar os programas e como user preciso dar minha opnião aqui. testei o raio que parta unity mas infelizmente tem muito bug o ubuntu 11.04 mais que suas versões anteriores mesmo atualizado veja : ridiculo fui mudar o tema ou theme(a) e ja deu pau depois que testei outros themes mas até ai tudo bem . o que me deixou irritado foi adotar unity e não ter adotado padrão gnome 3 . fazer o que né . testei o linuxmint 10 debian fiquei besta pois é superior ao ubuntu 11.04 em termos de bug , estabilidade e rapidez . isso que o linuxmint tem pouco tempo no mercado comparado do ubuntu . O CO Mark da cannonical pisou na bola feio ao adotar o raio que parta "unity" na minha opnião é visão de testes por alguns dias . pode ser o que for o gnome 2 é mais estável e rápido alem mais fácil achar as coisas que o unity . estou usando aqui o gnome 3 no ubuntu 11.04 é achei muito mais estável perto desse ou dessa "unity" . mas quando sair o linuxmint 11 com gnome 3 volto rapidinho . infelizmente fui user do suse naquela epoca que não era novell chamava suse e não opensuse como eé hoje . o ubuntu ja foi bom na minha visão como user 3 anos de linux ubuntu . tinha menos bug hoje o co mark tá mais interessado em larcar produto do que perder tempo de corrigir os bugs e ter um soft de qualidade . PREFIRO TER UM DEBIAN DESATUALIZADO , MAS ESTÁVEL COM GNOME 2 , DO QUE TER UM UBUNTU 11.04 COM UNITY QUE FICA DANDO PAÚS RIDÍCULOS COMO UMA SIMPLES TROCA DE THEME . DEPOIS NÃO É PRA FICAR IRRITADO COM BUGS RIDÍCULOS !!!!!!!!!
?????????
Só decepção com o gnome3 e o Unity, o que esses desenvolvedores estão pensando...! Na minha humilde opinião eles deveriam melhorar o gnome2, que por sinal é excelente. De que adianta nós investirmos na aquisição de máquinas mais modernas, rápidas se os DE (Desktop Environment) acabam consumindo grande parte da capacidade desses novos PCs, fazendo que os aplicativos que comumente utilizamos não desfrutem de tais melhorias ou até passem a ficar mais lentos..., isso não faz o menor sentido!!! Ainda bem que existem pessoas no mundo Linux com o "pé no chão" é que não vão adotar essas mudanças por enquanto!!!
@brunogdb
O Chrome e Opera demonstram isso. O meu Chrome no Ubuntu parou de rolar isso quando lançou o 10.10 e tinha nos repositórios o "Chromium", e toda atualização vinha pela Canonical, tudo por eles. É só do navegador. Pegue o Firefox e teste que irá aparecer a distro.
Caio Furtado
Interessante...
Caio Furtado
Realmente...
Ramon Melo
Esse talvez tenha sido um grande erro da Canonical, uma interface pesada demais para um netbook. O Unity, no meu net (1GB, Atom N270 1.6GHz), tem um desempenho multitarefa muito ruim, com a barra de aplicativos, inclusive, demorando cerca de 1 ou 2 segundos para rolar. E, como ela foi pensada para netbooks, ainda não é capaz de aproveitar integralmente os recursos de um desktop. Mas eu suponho que a comunidade, no próximo mês, vá melhorar bastante o desempenho da interface antes de liberá-la oficialmente. Inclusive, imagino que, dispondo de uma GPU dedicada, a barra de aplicativos torne-se tão útil quanto aqueles ícones na parte de baixo da interface do Mac OS X.
ANdre lUIZ
Fui user varias distrb. principlamente ubuntu ( vários anos ) mas sai do ubuntu pela instabilidade e interface unity não gostei , demora mais pra achar as coisas bem instalei o mint debian e muito estável e bom seu menu acessível a vários programas. pelo menos 1 usuário ubuntu ele perdeu pra semppre pois o mint tem uma vantagem no ubuntu que apos instalar o mint ja vem com todos os codecs inst. não preciso ficar procurando e inst. depois da muito trab e perda de tempo . Agora que o ubuntu tem mais bug que o mint isso é verdade .
Hernani
é uma opção para o que pode cair melhor no sistema, ficar mais bonito e usual
@AntonioVeras
Vou testar esse Unity, mas com certeza instalarei o Gnome 3 e sempre serei fiel ao Ubuntu.
Guilherme Carlos
Eu instalei o Unity no Ubuntu 10.10 para desk, pra ter uma idéia de como fica. Mesmo sendo adaptado pra net, eu não achei ele potente. Com 12 aplicativos abertos ele já estava insustentavel e a barra lateral, com muitos aplicativos também demora MUITO para rolar e tal. A versão para desk tem que melhorar muito para se tornar algo realmente útil, senão vai ser um tiro no pé da Canonical.
@mapuche77
... Hum... Já tenho para onde ir, não gostei do Unity. Mas, vai que...
Gabriel Bemfica
Eu tava pronto pra discordar, quando lembrei que, se você usar outros navegadores, ele realmente reconhece as diferentes distros.
Everton
Vcs viram que o Gnome 3 não terá botões de minimizar e maximizar? o_O
Exibir mais comentários