Um internauta que está disposto a pagar pelo acesso a certos sites tem um trabalhão pela frente. O conteúdo geralmente é publicado por empresas diferentes, o que significa que é preciso criar um novo cadastro e adicionar uma nova forma de pagamento para todas elas. A menos que ele use o Google One Pass, o sistema de pagamento por conteúdo que o Google apresentou nessa quarta-feira.

Essa é mais uma tentativa da empresa de buscas para tornar o conteúdo acessível ao grande público. Qualquer editor de conteúdo – seja virtual ou associado a um veículo impresso – poderá adotar o One Pass, facilitando a vida do consumidor. O login do Google é mais do que suficiente para se registrar no site, confirmar o pagamento e já começar a ler os textos (ou acessar o conteúdo, de modo mais geral).

“Os editores podem personalizar a como e quando eles vão cobrar pelo conteúdo”, afirma o Google. Ficará a cargo da empresa de Comunicação definir se quer cobrar por todo o acesso ao conteúdo, ou apenas a alguns artigos específicos. Uma coisa que o One Pass prevê é que um jornal venda assinaturas digitais, mas isente os assinantes da versão impressa de pagar pela cópia digital.


(YouTube)

Como já era de se esperar, o Google One Pass vai depender do Google Checkout – o PayPal do Google que nunca deu muito certo. Por enquanto ele está disponível para Alemanha, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Itália e Reino Unido.

De acordo com o Google, o One Pass permitirá o acesso a conteúdo em websites e também nos tablets e smartphones. Só falta mesmo que os desenvolvedores comecem a adotar esse sistema, para sabermos se realmente funciona.

Atualização em 17/02/2011 às 09h37 | Conforme o Rodrigo Ghedin bem notou no MeioBit, o Google vai cobrar uma taxa de quem quiser adotar o One Pass. No caso, de 10% do valor total, uma taxa bem menor que os 30% cobrados atualmente pela Apple na sua App Store.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hernani
Google checkout esta mais popularizado e também é mais utilizado la nos EUA, o PayPal já possui reconhecimento global, e esta atendendo cada vez mais países, o Google esta atrasado quanto a isso, mas nunca é tarde para "começar"
Caio Furtado
Interessante...
Turdin
Acho muito difícil do google desbancar o paypal, apesar de umas politicas novas que eles tem que me dão nos nervos ( como não ter mais conversão de moedas )
Jorge
Paypal é muito fácil, simples e seguro. Suas taxa não são abusivas e sem frescuras para o mundo todo. Ebay mesmo é muito bom.
@oscher88
Ah cara, amazon é minha amigona. Agora nesses outros sites, eu crio a conta, coloco o endereço dos EUA,a loja confirma e tudo, ai qd passa pro paypal a brincadeira vai pro saco -.- Pior que em uma delas eu falei com o suporte e eles disseram que o que queria fazer era legal e me mandaram falar com o PAypal, eu o fiz, e sabe o que eu ouvi? "Fale com a loja" -.-
Alexandre
dependendo do site, soh enviam a encomenda pro endereco do cartao. a amazon nao tem isso, pode pagar aqui e mandar pra china que tah tudo certo :)
@oscher88
Pro google matar o paypal: Ser disponível na maioria dos países SEM BUROCRACIA e/ou enrolação. O paypal é bom, eu uso e gosto mto, mas tem horas que pra comprar internacionalmente é um horror. Meu caso: Tentei comprar um produto num loja americana com meu cartão internacional, querendo enviar o produto pra uma residencia nos EUA. O paypal teimava que eu nao podia comprar pq a loja nao enviava pro brasil -.-
iuriamaral
Eu tenho cadastro nos 2 e acho muito bom o serviço dos 2, não sei se desbancar o paypal, mas pode gerar uma concorrência bacana. Mas o dia que o DealExtreme aceita Google CheckOut ai a vaca vai pro brejo!
EDI LOPES
Desbancar o pay pal vai ser dificil, esse ai eh um jeitinho de popularizar o seu "paypal"
@AntonioVeras
Será que agora decola? Te segura Pay Pal.