Depois de uma semana cheia de incertezas iniciadas pelo anúncio do acordo entre a Nokia e Microsoft, o MeeGo já começa a responder aos cuidados médicos e ameaça até mesmo sair da UTI. A Fujitsu anunciou recentemente que lançará um netbook e que o sistema operacional utilizado será o nosso velho amigo baseado em Linux, o MeeGo.

Será que faz sucesso?

Segundo a Fujitsu, a escolha do MeeGo baseia-se em toda a integração com redes sociais e aplicativos multimídia que o sistema traz, podendo exibir atualizações do Twitter e Facebook em tempo real, na tela. Como o sistema já foi pensado para essa função, nada mais justo do que adaptá-lo a um netbook e aproveitar ao máximo a área pequena da tela.

O aparelho, chamado de LifeBook MH330, tem um hardware bem modesto. Diria eu, modesto até demais para um netbook que será lançado em 2011:

Com preço definido em US$ 380,00 o LifeBook MH330 será vendido inicialmente na Ásia, e logo depois para o resto do mundo. Sobre as especificações do netbook, a Fujitsu garante que, com a velocidade natural do MeeGo (conhecido pelo boot rápido e boa navegação na internet) isso não será um problema. É esperar pra ver se essa novidade será a salvação do MeeGo ou se estamos vendo apenas os últimos suspiros de um sistema operacional que prometia.

Com informações: Geek.com

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ramon Melo
Mas são diferentes no núcleo do SO, ou só na interface?
Gabriel Bemfica
Não conheço muito sobre o sistema, mas sei que as versões para smartphone e para netbook são fundamentalmente diferentes. Porém, se partilharem do mesmo nível de desempenho, por que não usar um hardware com especificações comparáveis às de um celular (ou tablet) num notebook? É só ver o que o AmigaOS fazia nos anos 80, até renderização em 3D, usando praticamente o mesmo hardware que os Microsofts e Apples usavam pra interfaces gráficas pífias ou, pior ainda, para sistemas baseados em linhas de comando.
Ramon Melo
Estão batendo no sistema antes de usá-lo, como sempre. A vantagem deste netbook é a velocidade e a provável economia de energia. Se a empresa conseguir entregar um netbook com uma autonomia de umas 12 horas na bateria, aí sim veremos mercado para ele. O que me incomodou foi o preço, a Acer e a Asus já vendem netbooks com configurações semelhantes (e Windows XP/7) por uns US$100 mais barato.
Hernani
Tenho dó desse netbook, ninguém masi tem interesse em netbooks, agora netbooks com um sistema que ninguém conhece e esta com pé na cova, com essas configurações, sério, parece piada de mal gosto até
Caio Furtado
Chrome OS vs. MeeGo , será essa a salvação dos netbooks em face aos tablets?
Gabriel Silva
Pouco sei sobre esse MeeGo, mas vamos ver no que dá.
@brunogdb
Faltou o Jolicloud
Jonathan_jmf
é um netbook com configurações de Smartphone!!!
Rodrigo T.
Duvido alguém andar com um tablet/netbook aberto na Avenida Paulista :P *Isso não é válido para turistas e nonsenses.
Guilherme Mac
Por aqui não é muito famosa para o consumidor final, mas no oriente é. Nos outros mercados q participa, ela é muito forte. Servidores e supercomputadores sempre tem a Fujitsu no meio.
Guilherme Mac
Ah! já tem tablet com MeeGo: http://tecnologia.ig.com.br/noticia/2011/02/15/mobile+world+congress+meego+ganha+loja+virtual+e+recebe+aplicativos+a+partir+de+amanha+10366331.html
Matheus Wichman
Valeu pela informação.
Matheus Wichman
Acho que as pessoas não usam muito o linux porque elas acham muito grande a distancia do Windows em relação ao Linux.Eu por exemplo adoro meu Ubuntu.
iuriamaral
Natimorto!
Guilherme Mac
Só lembra. Fujitsu é uma das grandes do mundo tecnológico.
Exibir mais comentários