Início » Arquivos » Aplicativos e Software » Todos os chips do mundo equivalem a um cérebro humano, diz pesquisa

Todos os chips do mundo equivalem a um cérebro humano, diz pesquisa

Avatar Por

Pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia organizaram um levantamento que afirma que a humanidade produziu nada menos do que 295 Exabytes de informação entre os anos de 1986 e 2007. Para chegar a tal conclusão os estudiosos levaram em consideração todas “imagens, livros, vídeos, músicas, transmissões de rádio, TV e comunicação telefônica” entre o período e então analisaram como essas informações poderiam ser computadas.

Segundo o estudo, 94% de nossa comunicação é “digital”, como textos, vídeos ou músicas, e que nossa capacidade de armazenamento físico cresceu em média 58% ao ano durante o período.

Bom lembrar que um único Exabyte é o equivalente a 1 bilhão de Gigabytes e “caso todos esses dados fossem gravados em CDs comuns, formariam uma pilha com 400 metros de diâmetro capaz de ultrapassar a altura da lua”, afirma o pesquisador Martin Hilbert, responsável pelo levantamento.

Iniciada em 2002, a “era digital” das telecomunicações foi uma das grandes responsáveis pelo aumento dos dados gerados pela humanidade. “A biblioteca de nossa universidade tem cerca de 40 mil títulos. Se você pegar toda informação armazenada em dispositivos eletrônicos do mundo e convertê-las em livros, cada pessoa do planeta teria direito uma biblioteca 15 vezes maior que ela”, completa Hilbert.

Além disso, os dados mostram que a capacidade máxima de processamento de todos os computadores existentes em 2007 somados era a equivalente a um único cérebro humano. “Todas as 6.4^1018 instruções por segundo que os computadores da Terra eram capazes de processar em um único segundo são equivalentes ao mesmo número de impulsos elétricos gerados pelo cérebro em um segundo”, diz o estudo.

Em todo caso, o pesquisador lembra que tais números ainda são tímidos diante da capacidade de processamento de dados da natureza. “Caso quiséssemos usar toda nossa capacidade para dar nomes a todas estrelas que existem no universo, conseguiríamos batizar apenas uma a cada mil delas”, encerra.

Veja o vídeo de apresentação da pesquisa (em inglês):

(Link no Vimeo)

Com informações Network World

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gabriel Bemfica
Skynet manda abraços.
Gabriel Bemfica
Relaxa, cara, é o tempo de boot!
Gabriel Bemfica
Já existem projetos de chips movidos a neurônios, mas são estudos ainda muito pouco explorados, uma vez que você não pode simplesmente fazer uma célula rodar uma linguagem de programação.
Hernani
Porque não é verdade? Tem essa informação/pesquisa em algum link?
Hernani
500 anos, impossivel projetar algo para tão longe, espectativas para uns 10 anos já são superadas facilmente, imagine 500!
Hernani
Logo, o Google deveria escravizar um humano no lugar de imensos datacenters, oh wait! O_o
Hernani
Não lembro bem, mas dizem que os humanos utilizam somente 5% da capacidade do cérebro, ou é conhecido somente 5%, algo do tipo.
Hernani
a pesquisa foi patrocinada só pode! ou não...
Caio Furtado
Ai sim ein...
Matheus
é o mundo evolui a cada segundo... imagino daki a uns 500 anos.....
Turdin
Tipo, i de 'iscola' ou e de 'esqueiro'? hahaha, Carla Perez FTW!
Guilherme macedo
Daqui pra frente os cientistas vão ter que focar em algum jeito de colocar o cérebro humano conectado na internet...kkkkkkkkkkkkkkk Os limitis físicos da matéria já estão sendo alcançados e ai não vai ter jeito...
@amsalau
Incrível como este mito acabou se infiltrando na realidade como se fosse um fato pétreo.
@amsalau
Não se preocupe com isto, não é verdade esta histórinha dos 10%.
Alexandre
e de pensar que a gente usa soh 10%...
Exibir mais comentários