A Nokia aproveitou seu espaço no Mobile World Congress ontem para tentar apaziguar os ânimos de quem achava que a plataforma Symbian havia batido as botas depois que a empresa fechou um acordo com a Microsoft. Embora o Windows Phone 7 tenha sido escolhido como principal plataforma para smartphones da Nokia, o Symbian não vai deixar de ser desenvolvido como boa parte da mídia especulou. O sistema terá ainda sólidos anos de evoluções, ao menos de acordo com o slide apresentado aos investidores.

Naturalmente, espera-se que em um ponto ele seja deixado de lado definitivamente e a empresa passe a focar somente nos telefones com o sistema móvel da Microsoft. Mas até lá, o CEO da Nokia Stephen Elop garante que a empresa vai continuar inovando no Symbian, inclusive no que diz respeito à interface, que pode ser essa mostrada abaixo, embora não saibamos se ainda trata-se de um conceito ou se é a versão final.

Durante a apresentação, um membro da audiência presente chegou a gritar a pergunta “Você é um cavalo-de-tróia da Microsoft?” na direção de Elop, sugerindo que o ex-diretor da divisão de negócios da Microsoft havia sido implantado na Nokia como forma de trazer a empresa para o lado do Windows Phone 7. Elop prontamente respondeu que não, e que todos os diretores da Nokia concordaram com a escolha.

Saberemos se ela foi a escolha certa ou não nos próximos meses. Mas a julgar pela queda das ações da empresa (que alcançaram -14% na sexta-feira passada e hoje já estão em baixa de 4%), os investidores não estão lá muito confiantes.

Com informações: Faixa Mobi. Dica do leitor Pedro Castro (@pedro_casttro) no fórum do TB.