A Oi está endividada, e vai ficar mais pobre com as indenizações que terá que bancar no Estado da Bahia. Um incêndio na central telefônica da empresa, ocorrido em 21 de dezembro do ano passado, fez com que milhões de clientes ficassem sem acesso às telecomunicações. Depois de pouco mais de um mês do ocorrido, a companhia assinou um termo de conduta que vai custar caro.

Estimativas dão conta de que a empresa vai gastar na casa dos R$ 100 milhões para ressarcir seus clientes que foram afetados pela pane que sucedeu o incêndio. Mesmo com iniciativas para tentar aliviar os clientes – como a distribuição de aparelhos de telefonia -, ainda assim não foram suficientes.

Oi

Confira abaixo a lista de ações que a Oi comprometeu-se a tomar a partir de agora:

  • Abatimento no valor da conta, considerando a média dos três meses anteriores à pane, para 26 mil clientes de telefonia fixa e 12 mil planos de banda larga.
  • 30 minutos de bônus para 3,2 milhões de clientes de telefonia celular.
  • Desconto de 1 mês de ligações feitas para números da Oi, concedida a clientes de pós-pago.
  • Aparelhos de 3G distribuídos logo após a pane não precisarão ser devolvidos.
  • Isenção no pagamento de taxas de assinatura durante o período em que o serviço ficou indisponível.

Parece muito? Pois saiba que ainda não acabou: a Oi terá que pagar R$ 200 mil para o Fundo Estadual de Defesa do Consumidor da Bahia.

Com informações: Veja.com.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alberto
Antes fosse só no NE. Pelo que sei os usuários das demais regiões também não estão lá muito satisfeitos. Ou estou enganado?
Matheus Oliveira
Então vamos generalizar um pouco e falar que é uma porcaria no nordeste, porque ela é horrivel em sergipe tbm...
Ibraim Lima
Aí acabaria com a concorrência (em Salvador) que já nem é lá essas coisas... Que a Oi quebre. É uma merda mesmo.
EDI LOPES
quase falida? baseado em que vc diz isso?
EDI LOPES
As crianças sao ótimas as propagandas da Oi sao FOFAS. O marketing dela soube como cativar, nao precisa de mulheres
Alberto
Incêndios não acontecem por acaso. Quase sempre acontecem quando se mantém uma rede velha, sem manutenção adequada, sujeira a curto-circuitos. E ainda que não tenha causado o incêndio, é responsável por não ter um sistema eficaz de prevenção e combate a incêndios, ou por não ter um bom planejamento de distribuição da rede, concentrando milhões de clientes em uma única central. Não é nem a primeira vez que esse tipo de problema ocorre. Em 2005 também houve um incêndio em uma das centrais dela aqui em Fortaleza. A central atingida era bem menor, mas assim como na BA, foram vários dias de caos e prejuízos para muitas empresas e usuários. Pesquisando sobre o ocorrido, achei ainda uma outra notícia de incêndio em centrais da Oi, dessa vez na Barra da Tijuca, em 1999. Denúncias do Sinttel sobre a falta de manutenção nas centrais da Oi: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=288268 Nota sobre o incêndio que afetou a Barra da Tijuca, em 1999: http://diariodonordeste.globo.com/1999/08/05/ultimas.htm#0009 Com um prejuízo de R$ 100 milhões, pode ser que agora a empresa considere que é mais barato arrumar a bagunça dentro de casa antes.
Caio Furtado
Pra uma empresa quase falida e sem serviço bom, é sim... q
Caio Furtado
Simples assim! (:
Gourmet
Acho que a PT já comprou uma parte lol....
Gabriel Silva
Nossa, cem milhões é muita coisa.
@brunogdb
Meodeos! Isso já era previsto!
julio cesar
Bem feito ... Deixar uma central telefonica inteira queimar e deixar uma regiao gigante do brasil sem serviços de celular! Tem que pagar mesmo e que começe a cuidar melhor das suas coisas! Tecnologia de segurança pra proteger comunicação e informatica de desastres como esse existem e nao sao poucas!
Matheus Wichman
Até pode exibir mas por favor coloca uma mulher bonita no lugar das criancinhas.
Matheus Wichman
Ja perguntaram para o Eike Batista?
Elton Meireles
A Oi realmente está uma lixo aqui na Bahia, posso disser isso pq sou do estado e afirmo que o serviço, está de péssima qualidade depois do incidente.
Exibir mais comentários