O gigante não está mais adormecido. A partir de agora, a ordem dentro dos escritórios do Google mundo afora é clara, claríssima: chegou a hora de produzir apps para dispositivos móveis. O reinado de Larry Page – que vai assumir a empresa em abril – traz boas surpresas para os desenvolvedores. É o que afirma o jornal Wall Street Journal.

Larry Page, o futuro manda-chuva do Google (a partir de abril)

A preferência do Google sempre foi por web apps, em detrimento das apps propriamente ditas. Isso quer dizer que a empresa não produzia quase nenhum aplicativo fechado, para ficar disponível nas lojas da Apple e do próprio Android. Em vez disso, as web apps são complexas páginas produzidas com os dispositivos móveis em mente, e que são acessíveis a partir de qualquer aparelho mais moderno.

Com a mudança de pensamento, dezenas de funcionários do Google deverão ser deslocados de seus atuais postos de trabalho para o desenvolvimento direto de novos aplicativos. Em xeque está a presença do gigante das buscas em sistemas como iOS, Windows Phone (nunca se sabe…) e no próprio Google Android – que não é do Google, mas sim liderado pela empresa.

E o mais interessante é que a intenção de Larry Page é transformar o Google em uma fábrica de apps, mas não obrigatoriamente de apps relacionadas a serviços e produtos que o Google já oferece. Por exemplo, por que não criar jogos, para que as pessoas baixem e joguem? Os jogos casuais são uma verdadeira febre nos dias de hoje.

Além de produzir seus próprios aplicativos, o Google deve começar a investir em pequenas empresas que executam essa mesma atividade. A Rovio, criadora do Angry Birds, poderia muito bem receber alguns caraminguás.

Não pense que o Google é bonzinho é quer apenas criar apps legais para nós. Longe disso, a empresa está atrás de grana. A expectativa é que o mercado de aplicativos móveis chegue na casa dos 15 bilhões de dólares nesse ano. Page, que não é bobo nem nada, pretende abocanhar pelo menos 1 bilhão desse valor. E não duvide que ele vai conseguir essa façanha.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hernani
Brigas entre grandes empresas sempre resultam em melhores produtos, apps no caso.
Ramon Melo
Mas a briga não é com a Apple, Thássius, não neste mercado. A briga é entre os desenvolvedores, que já é acirradíssima. Imagina como ficará o mercado quando uma multinacional do porte da Google resolver produzir aplicativos? Concorrência é sempre algo positivo para o mercado, obriga as companhias a serem mais criativas.
rafaelhbarros
Cara, o iOS já é mais do que suficiente =D
Cristiano
"E quem ganha somos nós"
Thássius Veloso
Curiosamente, a Apple não produz praticamente aplicativo nenhum para iPhone. Só mesmo aqueles que complementam seu sistema, seus aplicativos para desktop ou seus serviços baseados na web.
Thássius Veloso
Demorou para o Google perceber que há demanda por web apps, mas os usuários também querem ter aplicativos mais completos instalados em seus dispositivos móveis. Principalmente por causa do cache, que até está previsto no HTML5, mas pode ser bem melhor quando desenvolvem-se soluções próprias para esse fim.
Turdin
Boas surpresas para os desenvolvedores? Bem, vi para os usúarios, mas para os desenvolvedores não vi nenhuma, só mais concorrência ( e das grandes...)
Ramon Melo
Opa, agora essa briga vai ficar bem interessante!
@brunogdb
Mais uma vez digo. A Google irá dominar o mundo, mas, é uma excelente idéia!
Wilson
meu android agradece.
Alexandre
eu achei que eles até demoraram um pouco. Só nao esquecam do Android, que ainda tem seus glitches e bugs (principalmente o gingerbread 2.32)
@AntonioVeras
Com certeza.
Caio Furtado
Amém! Finalmente Apps de qualidade excelente vindo de uma empresa mais excelente ainda!
@nerdmor
bomzinho --> bonzinho
@amsalau
Se até agora ele estava dormindo, tenho medo do domínio que virá com o google acordado.
Exibir mais comentários