Ao tentar acessar uma página que possivelmente foi comprometida por algum hacker, o Google já alerta seus usuários para os possíveis problemas que aquele acesso pode causar. Normalmente isso acontece quando o usuário clica no resultado de busca para uma determinada página e dá de cara com o alerta. No Chrome essa proteção é ainda mais completa: se um link em um e-mail levar para um site inseguro, o Chrome não permite o acesso imediato a ele.

Isso acontece quando um site é diagnosticado com algum malware ou algo que o valha. Para tanto, o serviço Stop Badware faz uma análise de milhares de sites e determina aqueles que deixarão os internautas vulneráveis. Tudo muito bom, exceto porque grandes sites vira e mexe passam por problemas de segurança, sem que apareçam nessas listas de malware.

Para contornar essa situação, o Google passa a avisar quando um site foi comprometido, ainda que temporariamente. Não é preciso pensar muito para chegar à conclusão de que redes sociais e serviços de microblog serão os mais beneficiados por essa mudança. Sim, eu falo de Twitter, Orkut e Facebook. Esses três sites passaram por inúmeras brechas de segurança nos últimos meses, que atingiram milhões de usuários. Com a mudança, esse quadro deve mudar.

Tem muita gente que mantém o Google como página inicial do navegador e utiliza-o até mesmo para acessar sites cujo endereço já conhece. Por exemplo, imagine o número de pessoas que abre o Google, digita “twitter” e clica no primeiro resultado para chegar ao microblog. Você possivelmente não passa por isso, mas a maioria dos internautas seguramente vez ou outra se vê nessa situação.

Site comprometido no Google

Caso o Twitter esteja passando por uma falha de segurança, como a que aconteceu em setembro desse ano, o Google poderá imediatamente alertar seus usuários que fazem a busca pelo serviço. A mensagem “Esse site pode ter sido comprometido” será exibido logo abaixo do título da página. Agora é torcer para que os usuários percebam essa mensagem e evitem entrar em algum site que, naquele momento, passa por uma tentativa de invasão ou algo que o valha.

O Google explicou que vai usar uma série de tecnologias para determinar que um site foi hackeado. E o melhor é que, quando a atividade fora do normal terminar, a mensagem também será automaticamente removida dos resultados de busca. É uma medida bastante simples, mas promete ajudar alguns usuários desavisados a evitar ameaças de segurança.

Só falta mesmo a mensagem começar a ser exibida em português. Por enquanto o alerta está disponível apenas para os americanos.

Download | Google Chrome
Baixatudo | Google Chrome

Com informações: New York Times/Bits