A coisa está feia para o lado de Julian Assange, o fundador e editor-chefe do WikiLeaks. Ele se entregou à polícia na segunda-feira e passa por um julgamento no qual é acusado de estupro – o que não tem nada a ver com o caso da WikiLeaks, é o que afirmam os envolvidos, mas eu não acredito muito nessa história. Para piorar as coisas, várias instituições estão encerrando as formas que existiam para oferecer donativos à causa do site.

Mais uma vez não por acaso, o site do Mastercard foi tirado do ar na manhã dessa quarta-feira, depois de constantes ataques. Um grupo que defende Assange organizou e executou um ataque de DDoS, que força requisições a um determinado servidor até que ele não aguenta, começa a falhar e o site sai do ar. Já faz várias horas que os sites do Mastercard estão indisponíveis ou com acesso bastante lento.

Impossível dar "ping" no mastercard.com

Aqui no QG do Tecnoblog foi impossível abrir tanto o mastercard.com (site a nível global) como o mastercard.com.br (voltado para o mercado brasileiro). Depois de realizar testes de ping, que detecta se o site está funcionando, consta que é impossível enviar ou receber pacotes para os domínios da administradora de cartões de crédito.

O Mastercard recentemente encerrou o envio de donativos para o WikiLeaks, que anteriormente era possível. Além desse site, o da Visa e do banco suíço no qual Julian Assange mantinha uma conta pessoal foram atacados e também saíram do ar. Outros alvos foram o PayPal, que desde o início da semana impede que usuários façam doações para Assange, e a Amazon, que se recusou a hospedar os conteúdos do site.

Nessa página você consegue enviar doações para o WikiLeaks.

Com informações: Globo Online

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@fjsfr
Concordo em numero e genero, todo mundo a fvr do capitalismo, não gostam de dinheiro, todos na caçada, vamos virar rackers;.....rsrsrs
kylefurtado
Credo
Ruy Acquaviva
O MAstercard, o Visa e o PayPal não tem direito de decidir se os seus cleintes podem ou não fazer uma doação a uma causa específica. Essa perseguição ao Assange está mostrando que não existe liberdade de expressão de fato nas chamadas "democracias ocidentais". Os EUA mostraram ser iguais à China,Irã e demais países que eles criticam por não ter liberdade de expressão, que eles supostamente teriam. METIRA. E essa mentira foi desnudada pelo WikiLeaks.
Fredson Sousa
Justamente o que eu estava me perguntado, eles podem lhe impedir de usar o seu dinheiro?
Agronopolos
Kr... Toda forma de manifestação é valida, desde que não prejudique substancialmente. Conseguimos viver sem cartão de crédito
@leandroblima
O foda e que o VIsa e o Mastercard impedem o direito do cliente de doar o dinheiro pro WikiLeaks. Eles sao "criminosos" de certa forma pois tiram dao individuo o direito de movimentar seu dinheiro em prol da causa do wikileaks.
vinicius
rirairariairairairairai ...o povo fala q isso é vandalismo ou algo do tipo .. e o q fizeram com o Assange ? isso esse povo q fala bestera nem pensa em falar neh ? esse povo alienado até o osso .
@igorfv
visa.com acaba de cair...
Clockwise
FREE ASSANGE!
Guilherme Mac
Visa também entrou na história. Quem quer doar para o Wikileaks não pode usar Visa. PayPal fez a mesma coisa, cancelando a conta que permitia doações.
Guilherme Mac
Ninguém roubou o MasterCard¹ nem qualquer transtorno extremo foi causado ou mesmo problemas insanáveis ocorreram. A questão é que qualquer tipo de protesto causa algum tipo de transtorno, pois esse é o objetivo, pois chama a atenção. A diferença é justamente no que falei, no nível que tudo ocorreu e qual foi o foco. Qualquer manifestação sem um pingo de alteração da normalidade é inócua, não servindo para absolutamente nada. Se pegar o que está acontecendo, uma perseguição política épica², o que os defensores do Wikileaks estão fazendo está sim sendo interessante. (1) MasterCard não doava para o Wikileaks. O que aconteceu é que cortaram a doação de pessoas que usavam MarterCard. (2) http://www.cartacapital.com.br/politica/o-cerco-ao-wikileaks
@brunogdb
Aida bem que não uso Mastercard
Douglas
Muita gente defendendo... Mas os fins não justificam os meios, ou o erro de um não justifica o erro do outro. Derrubar o site da MasterCard porque eles não estão mais doando dinheiro para o WikiLeaks é um absurdo; é querer tomar o dinheiro deles à força, praticamente um roubo a mão armada!
Guilherme Mac
E viva o poder da comunidade global conectada para protestar contra "os donos do mundo" \o/
JoseRenan
Não sei porque mais me senti feliz...
Exibir mais comentários