Acredito que não precise lembrar você do notório caso do Death Grip do iPhone 4. Mas ainda assim vou comentar brevemente sobre a maneira como Steve Jobs procurou diminuir a gravidade do problema de queda de sinal que estava comprovado em postagens e vídeos do YouTube vindos de toda parte.

Jobs, na ocasião, defendeu que Death Grip — como ficou conhecida a maneira de segurar o iPhone 4 que causava a perda de sinal — seria um problema de toda a indústria, e não um problema do iPhone 4 apenas.

Recentemente o HTC HD7 — smartphone com Windows Phone 7 — teve relatos similares. Particularmente, eu nem teria achado o assunto tão relevante assim, afinal já se mostrou que o problema existe mesmo e que, muito freqüentemente, ele não causa nenhum efeito danoso à qualidade das ligações na prática. Mas a HTC resolveu se pronunciar.

Aparentemente, o barulho que estava sendo causado pelo Death Grip do HTC HD7, embora não tenha nem chegado perto das proporções do “caso antennagate” do iPhone 4, foi suficiente para incomodar a HTC, que fez a seguinte declaração:

“[…] É inevitável que a força do sinal de um telefone enfraqueça um pouco quando ele é inteiramente coberto pela palma ou pelos dedos do usuário. Nós testamos todos os nossos telefones extensivamente e estamos confiantes que sob circunstâncias normais a intensidade e qualidade da recepção será mais do que suficiente para a operação do telefone quando a cobertura da rede [celular] também for adequada.”

Ou seja, mais ou menos o mesmo discurso da Apple — que de certa forma fica mais legítimo com o suporte de outra grande fabricante de celulares como a HTC.

Então se você tem um HTC HD7 e está sofrendo com a queda de sinal quando segura o aparelho, a solução é simples: basta seguir o conselho de Steve Jobs — segurar o telefone de um jeito diferente. 😉

Com informações: Engadget.