O portal Terra está decidido a concorrer com a pirataria de música digital, que – todos sabemos – nunca esteve tão em alta. Hoje em dia basta procurar pelo nome de um álbum seguido de “rapidshare” para encontrar o disco em questão. Com os novos planos do Sonora, no entanto, a empresa promete um serviço que é mais cômodo do que buscar músicas piratas no Google.

Esse novo modelo que o Terra decidiu adotar no Brasil chama-se Keep Your Favorite (Fique com os seus favoritos, em tradução livre). Ele permite que o usuário escute o tanto de música que quiser via streaming, sempre em alta qualidade, como se fosse um Last.fm ou similar. A diferença está na cota mensal de músicas em MP3 que podem ser baixadas para o computador.

É simples assim: escuta o quanto quiser; copia para o PC as favoritas.

Junto com o Terra nessa guerra estão as principais gravadoras do mundo, como a Warner Music e a Sony Music, além da União Brasileira de Editoras de Música (UBEM). No total, são 1,5 milhão de músicas disponíveis para os clientes do Sonora, com uma base de artistas composta por 100 mil entradas.

Mas e os planos e preços? São os seguintes. Cabe lembrar que todos eles dão direito a streaming ilimitado de música.

  • Plus 10: R$ 14,90 (R$ 9,90 nos 3 primeiros meses) – Download de 10 músicas em MP3.
  • Plus 25: R$ 18,90 (R$ 14,90 nos 3 primeiros meses) – Download de 25 músicas em MP3.
  • Plus 250: R$ 49,90 – Download de 250 músicas em MP3.
  • Clube 10: R$ 24,90 (R$ 19,90 nos 3 primeiros meses) – Download ilimitado de músicas com DRM + Download de 10 músicas em MP3.
  • Clube 25: R$ 28,90 (R$ 24,90 nos 3 primeiros meses) – Download ilimitado de músicas com DRM + Download de 25 músicas em MP3.
  • Clube 250: R$ 59,90 – Download ilimitado de músicas com DRM + Download de 250 músicas em MP3.

De acordo com o portal, as canções podem chegar a custar apenas 20 centavos, no caso do plano com 250 músicas. “O custo é ainda menor quando levamos em conta que, além de obter as músicas favoritas, o assinante também pode ouvir todo o acervo do Sonora via streaming ou ainda baixar as músicas com a proteção digital”, afirmou Tiago Ramazinni, diretor responsável pelo Sonora, em comunicado.

Tomara que dê certo.