Se a notícia de que a partir do Ubuntu 11.04 o Unity seria o gerenciador de janelas padrão te pegou de surpresa, prepare-se para mais uma bomba vindo direto da África do Sul: Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, anunciou que o Ubuntu em breve vai abandonar também o servidor X, trocando-o pelo Wayland.

Já era

Falar de uma distro Linux com interface gráfica sem o X parece algo quase impensável: o protocolo existe desde 1984, e a versão 11 do protocolo (daí o nome X11, pelo qual é mais conhecido) já está na estrada desde 1987. Toda distro Linux com a qual mexi desde 1998 vinha com o X. Eu já passei dias configurando os arquivos do X para que ele funcionasse em configurações bizarras de vídeo onboard e monitor vagabundo.

O motivo da mudança, segundo Mark explicou em seu blog, tem muito a ver com a velocidade do X e a complexidade de obter resultados gráficos realmente interessantes com o protocolo. Pela própria idade do X é difícil torná-lo mais simples. Seria necessário matar muitas e muitas linhas de código legado.

Assim, para o Ubuntu poder oferecer novidades gráficas, além de um ganho de performance em aplicativos que consumam muito da placa gráfica, somente mudando para o Wayland. Obviamente, o Wayland ainda é novo e não está pronto para já entrar já na versão 11.04 do Ubuntu, mas Mark também anunciou que a Canonical pretende investir pesado no desenvolvimento do Wayland, além de ajudar para que gerenciadores como Gnome e KDE rodem sobre o novo ambiente gráfico.

Mas e todos os aplicativos que rodam fazendo chamadas ao X, serão obrigados a se adaptar ou ficarão de fora do Ubuntu? O Wayland e o X não são compatíveis (o primeiro nem mesmo é um fork do segundo), e qualquer distribuição que queira usar o Wayland deve decidir se haverá como rodar (ou não) aplicativos feitos para o X. Segundo Mark, a ideia é justamente essa, manter a possibilidade de executar programas feitos para o X, até para preservar software antigo.

Você pode saber mais sobre o Wayland visitando o site oficial do projeto. Como sempre, só nos resta esperar e ver o quanto as mudanças que o Ubuntu está planejando serão realmente benéficas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Gabr1990
Eu também vejo positivamente essas mudanças! E em último caso, se a Nvidia realmente não ceder, ainda teremos o Fedora que usa Gnome/KDE etc, que também é uma boa alternativa! Mas sempre fui mais pelo Ubuntu, e acredito que as mudanças virão pra melhorar. :)
Elias
...se consegue chegar a algum lugar novo através de caminhos novos. GNU/linux tem muita novidade, principalmente em algumas distros. Gostaria que desse certo as escolhas no ubuntu. Uso ubuntu no notebook e desktop tenho gostado de 97% das mudanças entre versões do sistema.
Daniel Drumond
Ótimo, diferente da Apple quando "abandona" coisas antigas, ainda irá manter suporte a aplicativos feitos para essa plataforma! : D
Mateus
E os usuarios de nvidea??? esqueçeram que a nvidea não dara suporte a esse lixo??? por isso o ubuntu só se afunda!!
Fredson Sousa
não conhecia o artigo, mais na versão 10.10 do ubuntu os repositórios já estão no synaptic basta buscar por E17
Gabriel Lisboa
Muita gente odeia linux, pq muita gente simplesmente tem a unica experiencia com as distros que vem nas casas bahia, etc etc, distros "pebas" usando ambiente (TOSCO) chamado KDE, que na minhaa opniao, não deveria nem existir, os programadores do kde deveriam se unir com dos gnomes, etc para melhorar ainda e fortalecer (minha opniao)
Hernani
Pensando no futuro do Ubuntu, isso é uma boa
Hernani
Ter medo de mudar, deixa o SO ultrapassado e até obsoleto, ter vontade de melhorar é sempre bem vindo
@re_gasoto
Não é um padrão de programação, é uma plataforma gráfica. É um conjunto de componentes como botões, janelas, barra de rolagem, etc... para desenhar a maneira como o usuário interage com o computador. O problema no mundo Mac é que, comparado com windows, há poucos aplicativos acadêmicos ou pouco se fala sobre isso. Matlab, por exemplo, só existia para Windows e Linux, de maneira funcional. Mas como Mac OS X é um sistema Baseado em Unix (BSD, mais especificamente), o código gerado para sua execução é compativel com a estrutura dos Mac's de arquitetura intel. O problema é que o mac, nativamente, usa Cocoa + Carbon para desenho de controles. Mas como existe um port do X11, o matlab aproveita essa plataforma para se desenhar na tela. e por isso ele não segue os guidelines de programas Mac, e tem sua interface muito similar a um programa do Linux, com bara de menus na janela, e não integrada à taskbar do mac, entre outras coisas (exemplo nessa imagem: http://blog.mikezhang.com/wp-content/uploads/screen-capture-2.jpg ). Mas o mais encorajado é fazer código livre de interface, e uma camada exclusiva para tratamento da relação entre computador-usuário. Então fica mais fácil fazer um código portátil entre plataformas. Mas isso ainda assim dá um trabalhão imenso...
bawlaw
.... Boa! é bom e ruim.. ao mesmo tempo que pode estar se diluindo, pode-se estar inovando ao tentar fazer o que ninguem mais teve coragem.
@caiofbpa
São nesses casos que a gente vê a diferença entre Linux e BSD. Canonical cada vez mais se distanciando das ferramentas em comum com outras distros, e desenvolvendo as suas por fora. Se isso é bom ou não, só o tempo dirá. Mas no mundo BSD isso não acontece, todas as "distros" de BSD existem por terem foco diferente, e colaboram entre si. Daí as pessoas dizem que Linux é o SO do futuro, do amanhã, e achamos ruim e dizemos que é o SO de agora. Mas com toda essa divergência de opiniões e ideologias entre as distribuições, os esforços em desenvolvimento se diluem em projetos redundantes. Talvez essa inovação traga algum novo fôlego em novas tecnologias de desenvolvimento para o Linux, mas temos que ter em mente que reescrever todo o código de toda aplicação em X para Wayland é complicado, devido à grande colaboração da comunidade nos projetos, comunidade essa que não é paga para desenvolver e talvez não tenha tanto interesse em portar aplicações para um Window Manager menos popular. Cada vez me sinto mais tentado a instalar FreeBSD aqui. :P Boa sorte para a Canonical, na minha opinião ela vai precisar. :B
Wilson
ah sim, sei que o mac usa cocoa (e carbon pra apps antigos), mas então é isso mesmo? O X11 seria o padrão de programação? legal... :D vlw! :D
Eduardo
Ehh alguém, algum dia tem que sair debaixo da saia da mãe.. Afinal, alguém tem que se aventurar.. Mas talvez se aventurar com outra fork do ubuntu seria menos arriscado xD
Gabriel Lisboa
Experimentem o http://www.guiadohardware.net/artigos/enlightenment/ E nunca mais vão querer saber de outro. Detalhe: AINDA NÃO ESTA 100% PRONTO O PROJETO.
Gabriel Lisboa
Ubuntu tem tudo para dar certo. Afundar, jamais. É a melhor distro que existe, a mais completa, o usuário não precisa fazer nada, te da tudo mastigado na mão, nem o Windows da tão mastigado assim, ainda tem poucas coisas que dependem da linha de codigo, mas enfim, ja esta tudo automatizado, o centro de softwares entao, esta uma maravilha, voce digita o programa que quer, na mesma tela o software se encarrega de buscar, instalar e configurar, sua funcao so é escolher e em seguida, usar!!!! Esta mudanca de Desktop apoio 100%, esta na hora de uma melhora no visual... eu ainda preferia o Enlightenment, mas ele nao esta 100% ainda, entao deixa este ai por enquanto, quem sabe na versao 15.04 a Canonical muda de vez para o Enlightenment????
Exibir mais comentários