Na noite de ontem a Samsung lançou, em parceria com a operadora americana Verizon, mais um modelo de smartphone Android, batizado de Continuum. O que ele tem de especial? Uma telinha a mais.

A tela secundária de 1,8″ serve para mostrar informações complementares às da tela principal de 3,4″ e é possível personalizar o conteúdo que se quer ver ali. A telinha pode exibir, por exemplo, a temperatura atual, notificações de atualizações em suas redes sociais, e-mails ou SMSs que acabaram de chegar, esse tipo de informação.

Além disso, a tela secundária pode ser ativada pelo chamado Grip Sensor, ou seja, basta segurar o aparelho que a telinha já acende com alguma informação que o usuário configurar. Apesar de menor, a tela é também sensível ao toque e pode ser usada para controlar o que aparece na tela principal.

Na verdade mesmo, é tudo uma grande tela Super AMOLED de 4″ dividida em três regiões (três, afinal tem os botões típicos do Android na fileira do meio) controladas de maneira independente, mas o marketing da Samsung achou que seria mais simples vender o produto como um smartphone com tela secundária.

O Continuum tem câmera de 5 megapixels que filma em 720p, processador Hummingbird de 1 GHZ, suporte a mídia em diversos formatos (incluindo DivX e XviD), cartão SD de 8 GB pré-instalado, Android 2.1 (pois é, a Samsung diz que haverá atualização para a versão 2.2… algum dia) e começará a ser vendido pela Verizon (lá na terra de Obama apenas) no dia 11 de novembro por US$ 200 (cerca de R$ 340) com um contrato de dois anos.

Com informações: Engadget (1 e 2).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@renanferrari2
Nossa, agora que vi que a notícia é antiga. Que burro que sou. /facepalm
@renanferrari2
Na verdade, o 2.2 não é tão novo não. Ele já tá aí há mais de 8 meses. Novo é o 2.3, e ele foi lançado em Dezembro, ou seja...
kylefurtado
Só por que está usando Android, tem que usar tudo da Google? Nem no Chrome tem isso, você pode escolher entre outros pesquisadores ; )
Renyer
Não é assim, o 2.2 é novo. Não dá para sair distribuindo o 2.2 em todos os aparelhos. Às vezes esse aparelho está sendo projetado há um razoável tempo com o 2.1 e não é da noite para o dia que vão adptar para o 2.2. É só ver o tanto de melhorias de uma versão para outra, tem que testar etc. Se sair colocando todos os aparelhos com o 2.2 pode acontecer de aparecer vários erros e não é isso que todo mundo quer, exceto a concorrência.
Bruno Gall
Legal, isso é igual a mais organização e menos widgets na tela
Alexandre
parece legalzinho, mas essa onda de 2 telas eh argumento de vendas. agora, o robozinho sempre tem q deixar sua marca no q diz respeito a updates...
Turdin
Se não fosse samsung com certeza eu me interessaria e consideraria a compra, parece bom =(
@malabisabe
Android é isso, liberdade!
Kadu
Achei uma bela de uma perfumaria. Mas, enfim, gostei! :D
Hernani
No cenário de hoje, qualquer novidade, meesmo que aparentemente inútil, tem de ser valorizada
@marsilo
Eu já não alimento a infeliz idéia de que as fabricantes vão atualizar sem enrola ou sem pressão dos usuários. Infelizmente a única alternativa é ter um Nexus. O Samsung Galaxy S é um excelente aparelho, mas no meu ponto de vista, trocar um Milestone por ele é desperdício de dinheiro e acumulo de frustrações. A tendência é de que todos comecem a pensar assim e não troquem seus aparelhos tão cedo. Quando o mercado esfriar, as fabricantes devem se mexer. Mas ainda tenho receio...
Rardgi
Pois é, pelo fato dele ser livre, a Google permite isso... Eles poderiam simplesmente dizer: "Aparelho novo no mercado? Só sai com Android se for a ultima versão, Ponto e basta!"
Rardgi
Meu medo é que as operadoras "queimem" o Android com essa p#%&# falta de sacanagem com as atualizações... Ao meu ver, a Google deveria setar o uma padronização para garantir que os : Todas os fabricantes que quiserem usar o Android em seus aparelhos, deverão seguir seguintes padrões para que seja garantida futuras atualizações do SO (não sei como fariam mas, já ficou comprovada que o Froyo roda em aparelhos bem inferiores ao exigido): - Hardware x; - Área de desenvolvimento para que, assim que a Google liberar a atualização, seja possível todas as fabricantes a disponibilizar com suas personalizações (ou não) em no máximo 45 dias (sei lá)... Acho que fazendo isso, a Google evitaria o que eu estou começando a imaginar: Usuários deixando de comprar Smarts com Android por conta da dispersão das fabricantes sobre as atualizações. =/ Não é só colocar la na bacia e deixar qualquer um meter a mão...
Juarez Lencioni Maccarini
Eu ache interessante a idéia de uma tela auxiliar, mas não consigo compreender como uma fabricante tem a cara-de-pau de lançar um modelo novo com Android 2.1. E não é como se o 2.2 tivesse sido anunciado ontem…
@Victor_Ferreira
Alguém aí sabe o que aquele atalho do Bing tá fazendo na home de um celular android?
Exibir mais comentários