Sem fazer muito barulho, a Apple anunciou nesta sexta-feira o fim da linha para seus servidores XServe, destinados ao mercado corporativo. O comunicado foi feito de maneira singela na página oficial do produto, que agora avisa que as últimas máquinas “pesadas” da empresa da maçã deixarão de ser comercializadas a partir do próximo dia 31 de janeiro, mas que a empresa “continuará a oferecer todo o suporte para seus clientes”.

Mac XServe: rest in pieces

No PDF que explica a decisão, a companhia de Steve Jobs recomenda que “os consumidores que estiverem procurando por upgrades, substituições ou novos servidores” poderão optar pelo Mac Pro equipado com Snow Leopard Server ou o Mac Mini Server, este último “capaz de suportar uma rede com até 50 computadores”.

Em um comparativo realizado pela própria empresa da maçã, em sua configuração básica o XServe chega equipado com um processador Intel Xeon Quad Core de 2.226 GHz, 3 GB de RAM (expansíveis até 48 GB) e 160 GB de HD (expansíveis até 8 TB), tudo isso gastando 750 W de energia. Já o “novo” Mac Pro Server chega com processador Intel Xeon Quad Core de 2.0 GHz, 8 GB de RAM (expansível até 64 GB) e 2 TB de armazenamento (expansíveis até os mesmos 8 TB de seu finado “irmão”). Já o Mac Mini Server tem configuração única, simples e limpinha: processador Intel Core2Duo de 2.66 GHz, 4 GB de RAM expansíveis até 8 GB e 1 TB de armanezamento.