Parece-me que o alto comando da Polícia Militar de São Paulo finalmente percebeu que a bandidagem tem que ser combatida com armas, sem sombra de dúvida, mas também com muita inteligência. Nessa semana a PM apresentou um projeto novo de segurança pública que inclui o uso de câmeras e de GPS, equipando as viaturas com algo muito próximo do que os carros do Street View já apresentam atualmente.

Um GPS será instalado nas viaturas de polícia, bem como um computador de bordo. Vai ser a partir dessa combinação tecnológica que os policiais terão acesso a uma série de dados que os ajudarão a fazer um patrulhamento mais eficiente na capital paulista (inicialmente, mas o desejo da PM é de expandir o projeto para outras cidades). Esse sistema vai avisar os policiais quando eles se aproximarem de um estabelecimento comercial que apresenta denúncia de venda de drogas, por exemplo.

Câmera instalada em viatura (TV Estadão)

Mas a localização por satélite não servirá apenas para mostrar os pontos de interesse (!) dos policiais. Quando o sistema detectar que uma rota é perigosa, a título de exemplo, terá como alertar os policiais sobre isso. E mais: os supervisores terão controle de onde eles estão e ficarão aptos a mandar mais reforços caso isso se faça necessário.

O trajeto do patrulhamento poderá ser armazenado para consulta futura, e um mapa de viaturas mais próximas dará a chance do policial pedir auxílio se preciso.

Esse sistema vai custar cerca de R$ 32 milhões nos próximos dois anos, com R$ 12 milhões previstos para o ano que vem. Serão 4 mil viaturas com GPS e computador de bordo instalados num primeiro momento.

Já as câmeras de vigilâncias serão instaladas nos carros para que a ação dos policiais seja monitorada. Esse vídeo ficará salvo e depois será transferido para os servidores da PM sem intervenção dos policiais, garantindo que o agente público não altere as gravações conforme seus interesses próprios. O sistema é semelhante ao que já pode ser encontrado em cidades dos Estados Unidos, nas quais os policiais são vigiados com direito a revisão das imagens e divulgação pública.

O único problema do sistema de câmeras é o preço: R$ 2 milhões por mês, um valor considerado alto pela PM de São Paulo.

Esperemos que funcione.

Com informações: Estadão.com.br.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcell Almeida
vai ser legal ver programas iguais daqueles dos EUA só que brazucas
Hernani
Por mês O_o Vai parecer aquelas câmeras nos carros de policia dos EUA
Rodrigo Sidney
De repente isso pode ajudar a financiar a tecnologia :P
@djercks
Amigos, aqui no Estado do CEARÁ, já existe tudo isso... alguem aqui já ouviu falar do PROGRAMA "RONDA DO QUARTEIRÂO" é tudo isso ai e mais ainda... olha esse link q tem fotos e mais detalhes http://erasmoandradebyacarau.blogspot.com/2010/09/ronda-do-quarteiraopoliciamento.html
Bruno Gall
Google dando exemplo ao Brasil :P
Guilherme Mac
E só pra completar (já que estamos em ano eleitoral) :P Orçamento em educação de menos de 4%. Orçamento em pesquisa de menos de R$6 Bi. Resultado: gastos estratosféricos em segurança (em progressão geométrica).
@fhillipe
Exatamente, a nível de tecnologia a nossa segurança pública esteve estagnada por muito tempo, algo que está gradativamente mudando... Sobre o "Street View da PM", a câmera fica localizada em que parte do carro? Se for facilmente identificável como no Street View "comum", então seria eficiente só até certo ponto, não?
Turdin
Finalmente implantando coisas que já deveriam existir no Brasil a muiiiiito tempo...
Francis Rosario
Finalmente estão lembrando da tecnologia na segurança pública. :)
Guilherme Mac
Esse é o problema. Além do baixo orçamento para pesquisa (menos de 6 bilhões), aqui se pensa que "santo de casa não faz milagre". É só ver o sistema (realmente) brasileiro de TV digital, que era o melhor do mundo (ah! era sim) e já esta pronto para a interação (GINGA). O que fizeram? Jogaram fora o trabalho de diversos pesquisadores de diversas universidades, reciclaram, e tentaram adaptar, agora capado, desfigurado, ao padrão japonês.
@danielrmatos
Esse sistema poderia ser completamente desenvolvido no país - em uma das muitas universidades federais, a um custo extremamente mais baixo.
Thássius Veloso
Alguns programas de televisão adoraram a ideia.
Rafael
De quebra, poderemos ver vídeos incríveis (!) gravados pelas viaturas da polícia brasileira. hahaha