O Opera Mini possui uma forma muito particular de exibis os websites na tela do dispositivo móvel. Ao contar com um sistema de compressão de dados único, o navegador garante que os dados recebidos sejam em menor quantidade do que se o site fosse carregado da forma convencional. Resultado? 2,2 bilhões de dólares em economia com plano de dados no mundo inteiro. Por mês.

A revelação foi feita durante o State of the Mobile Web, um relatório mensal que a Opera Software libera na rede com informações sobre o uso de seu navegador. De acordo com o estudo, com dados referentes a setembro de 2010, os usuários do Opera Mini utilizaram cerca de 535 milhões de megabytes a partir das conexões sem fio oferecidas pelas operadoras. Como esses milhões de megabytes são resultado da compressão das páginas feita pela Opera Software, com redução de até 90%, as mesmas páginas seriam responsáveis pelo consumo de 4,9 petabytes de dados.

A página da web é baixada no servidor da Opera e depois é enviada para o usuário final (divulgação)

E como funciona a compressão do Opera Mini? Muito simples: ao acessar uma página, o navegador solicita que os servidores da Opera Software façam a leitura desse site e retornem as informações, porém depois de passar por um processo de compressão. Dependendo de como o navegador está configurado, a qualidade das imagens pode diminuir ou mesmo não ser carregadas, garantindo economia ainda maior.

Claro que, no fim do mês, isso afeta a sua conta de telefone. De milhões de usuários do Opera Mini, por sinal, a ponto da economia estimada pela Opera Software ser na casa de 2 bilhões de dólares, equivalente a R$ 3,4 bilhões. As operadoras que não devem estar gostando muito dessa história…

Download | Opera Mini
Baixatudo | Opera Mini para Android
Baixatudo | Opera Mini para iPhone

Outra novidade do Opera Mini é que, em setembro, o Brasil chegou ao Top 10 de países que mais usam o navegador. Ele está em décimo lugar, logo atrás da Nigéria, que também é novata na lista. Com isso, o Reino Unido não está mais no Top 10.