Início » Arquivos » Celular » Android bate iPhone nos Estados Unidos

Android bate iPhone nos Estados Unidos

Avatar Por

E isso é só o começo, pode ter certeza. Conforme mais e mais fabricantes adotam o Google Android como plataforma de telefonia móvel, mas o sistema do Google vai avançando sobre o iPhone (iOS). Dados recentes da Nielsen só confirmam isso e ainda pioram a situação para Steve Jobs: no mercado norte-americano – convenhamos que é o mais importante -, o Android já bateu o iOS em número de novas ativações.

Para entender os números da Nielsen, basta estar atento ao período da análise: seis meses, terminados em agosto de 2010. Ou seja, nos mais recentes 6 meses, o instituto de pesquisa conseguiu detectar que o Android ultrapassou o iPhone em número de smartphones vendidos.

Participação dos 3 sistemas de smartphone mais usados (fonte: Nielsen)

A linha azul, representando a Research In Motion (RIM), mostra o quanto o sistema do BlackBerry vem perdendo mercado. De 37% em fevereiro e março desse ano, em agosto a participação era de menos de 10 pontos percentuais: 26%. O iPhone OS, pelo contrário, mostrou queda de 32% em janeiro de 2010 para 25% em agosto. Já o Android, que disparou e passou o iOS já em abril (26% contra 25%), atualmente esbanja 32% de participação de mercado e já domina esse segmento.

É mais do que evidente que o iPhone OS está presente em apenas um produto, disponível em apenas uma operadora, enquanto o Android é pulverizado em vários modelos, fabricantes e operadoras. Tendo isso em mente, ainda é notável a presença do iPhone nos Estados Unidos. E também é notável a tendência de que o Android cresça mais e mais.

É o que a revista Newsweek está chamando de Invasão do Android.

Com informações: New York Times.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Daniel Drumond
[2]. Me assustei um pouco com a notícia. E que bata o Symbian! : )
Marcelo Caetano
Interessante o post e também a participação de alguns internautas, eu pessoalmente acho que a Apple está acompanhando de perto todo esse processo de avanço do android, mas não está desesperada com isso. Embora não conheça nada sobre a RIM e seus BlackBerrys acho que ela sim deve estar mais preocupada entre os três. Primeiro, a meu ver, essas empresas possuem estratégias de mercado diferentes, a RIM e seus BlackBerrys me parece mais focada no usuário corporativo, explorando principalmente recursos de e-mail em tempo real, na minha visão, um típico cliente da RIM seria um executivo bem sucedido. A Apple, por sua vez, sempre procurou associar sua marca a idéia de produtos modernos e avançados, superiores em qualidade, design e preço, o foco dela não me parece tanto o usuário corporativo, mas o usuário comum de classe alta, que gosta de um produto moderno, com um design diferenciado e está disposto a pagar mais caro por isso. Mesmo algumas pessoas não achando o Iphone toda essa coca-cola, ele ainda é um símbolo de status, não é a toa que tem tantos clones chineses do Iphone por aí. Também vale lembrar da appstore da Apple, onde dá pra comprar inumeros aplicativos para o iphone e nesse caso a Apple também é atraente para o desenvolvedor de aplicativos, porque além da grande base de clientes, os usuário do Iphone têm se demonstrado bons compradores, sem contar que a plataforma fechada provavelmente deve minimizar o risco de pirataria. Já o modelo de negócio usado pelo Google, parece ser tornar-se presente no máximo de celulares possíveis para, posteriormente, lucrar com a venda de publicidade e aplicativos em uma androidstore da vida. Como o android é uma plataforma aberta, ele pode atender diversos públicos, dependendo do fabricante do celular e das personalizações que ele fizer no sistema. Sobre os fabricantes se aproveitarem das novas versões do Android para forçarem os clientes a mudarem de celular, isso vai depender principalmente da atitude dos clientes, pressionando os fabricantes a atualizarem o android dos aparelhos já em uso no mercado (tem aparelhos que terão o android atualizados lá fora, mas aquí no Brasil não). Além disso, eu acho que o android ainda está muito novo e conforme o sistema for melhorando, vão acontecer menos casos de programas que rodam em uma versão e não em outra. Por fim eu acho o Google não sai prejudicado com o que os fabricantes estão fazendo com os clientes, todos sabem que quem está por trás disso são os fabricantes de aparelhos e não o Google, o que é importante é o mercado pressionar essas empresas e não comprar novos modelos apenas porque a versão do SO é a mais atual.
Felipe Autran
Valeu. :)
Ticiano
Acabei de soltar dois posts no meu blog exatamente sobre essa reflexão, sobre a que se deve a supremacia conquistada pelo Android e qual a sua principal ameaça. Gostaria que vocês aparecessem e comentassem: http://acidrops.blogspot.com/ Abraços!
Fabiano
Por tudo o que eu já passei com Android/Motorola, eu não recomendaria o Android. Pelo menos, não até o Google resolver tomar as rédeas da situação e uniformizar as versões do sistema. Como já disseram aqui, Jobs está pouco se lixando para esses números: tem um sistema estável, a situação sob controle, um grupo de usuários fiéis e - mais importante - um monte de grana chegando, via aparelhos, AppStore, iTunes, acessórios, etc.
Rodrigo
veja este texto: www.mikeindustries.com/blog/archive/2010/05/a-good-problem-to-have caso não saiba inglês, fizeram aqui uma tradução: http://macmagazine.com.br/2010/05/12/um-problema-bom-de-se-ter/
Renato
Discordo qto a força da plataforma, mas concordo em gênero, número e grau no que diz respeito as atualizações. Adquiri um Motorola Quench com Android 1.5 e embora seja agradável a usabilidade do aparelho e do S.O. me frusta a impossibilidade de atualização imposta pela Motorola. Li em fórums que o hardware não suportaria. Absurdo então a Motorola vender um produto que não pode atualizar o S.O ! Agora que no Brasil é possivel comprar programas no Android Market tomara que seja possível atualizar porque para versões anteriores tendem ter menos ofertas de apps pagas e eles perderiam dinheiro com S.O. desatualizado. Que os Androiders aprenda com os IPhoners !
Rodrigo
empresas com intenção de dominarem o mercado trabalham com baixo percentual de lucro sobre o aparelho amigo
@alecole
Nunca foi já não sei, mas que os donos de Iphone se acham... se acham... e nao tem nada demais...
Gilberto Lúcio
Uma coisa é o software, outra é o hardware... Não podemos culpar a Google pelas merdas que a fabricantes fazem com os seus aparelhos... Se a Apple nunca vai distribuir o iOs em outros aparelhos, a opção é dela... Que arque com as conseqüências FUTURAS... Agora, é sabido também que, quanto mais uma coisa vende, mais ela apresenta problemas... Isso é um processo natural e, como o Android é um sistema relativamente novo e já mostra esse grande crescimento, a tendencia é que a cada nova versão, mais melhorias no seu front-end e segurança obrigatoriamente virão! Começar a desenvolver para Android agora para ser um bom desenvolvedor futuro é o mesmo que começar a estudar a língua chinesa agora ou se especializar em Gerontologia... São coisas que, pelo "andar da carruagem", serão inevitavelmente muito solicitadas e com um vasto mercado para trabalhar ;)
Ticiano
Eu gosto muito do Android, mas ainda acho que a fragmentação de versões do SO pode se tornar, a médio prazo, um calcanhar de Aquiles pro sistema. Mesmo entre os entusiastas da plataforma, é grande e crescente o número de insatisfeitos por estarem presos a uma versão do SO simplesmente porque o fabricante resolveu provocar a tal "obsolência programada" para nos fazer insatisfeitos com o modelo atual e querer um novo o quanto antes. Não sei como uma idéia dessas pode sair da cabeça de qualquer gestor. Está na verdade queimando as marcas e queimando junto o próprio sistema da Google. Basta observar, em sites de ecommerce, em fóruns, em sites de notícias, o exército de "voluntários" que se dispõem a, diuturnamente, postar mensagens queimando merecidamente a Motorola, que negou updates pra inúmeros aparelhos no Brasil e agora nos chegou toda serelepe com uma linha de aparelhos, inclusive com um especialmente desenvolvido pro Brasil. Eu ainda gosto muito do Android e ele será o OS do meu próximo smartphone, mas sou usuário avançado e posso customizar o aparelho por conta própria. Diante disso, a escolha do meu próximo modelo será baseada, essencialmente, em pesquisas pelo fórum do XDA Developers. A única chance que você tem de ter seu aparelho atualizado é escolhendo um modelo que seja bem trabalhado pelos caras daquele fórum e capacitando-se você mesmo para operar os updates. A questão é que não precisa ser um usuário avançado para, tendo comprado um aparelho há poucos meses, começar a se deparar com inúmeros aplicativos que não são compatíveis com a sua versão e saber que isso só vai piorar. Coincidentemente, o Skype pra Android saiu justo no dia em que eu consegui deixar o Eclair funcionando a contento no Quench, de acordo com minhas fuçadas pelo fórum ModmyMobile. Se saisse o Skype e eu estivesse preso ao Cupcake, eu ia "xingar muito no twitter". Mas é isso. Acho que o pessoal do Google tem que começar a ficar esperto e puxar a orelha dos cretinos que tem feito uso do OS na fabricação de aparelhos, ou eles vão queimar a imagem do sistema. O idéia seria que eles estabelecessem um acordo de atualização para novas versões, com um prazo determinado a partir do lançamento do aparelho. O argumento conforme o qual os aparelhos entry-level não rodam as novas versões com sistema é uma canalhice. Meu modesto Quench está rodando o Eclair mais leve do que rodava o Cupcake. Eu já cheguei a fazer boot com o Froyo aqui e vê-lo rodando lindamente, mas a ROM infelizmente ainda não chegou ao ponto de ser utilizável. A sorte é que o Quench/Cliq XT agora caiu no gosto de uns desenvolvedores do underground, o que me dá mais tranquilidade com relação aos updates. Agora é torcer pra que os caras melhorem cada vez mais. O Eclair pro Quench ainda tem alguns inconvenientes, mas já é perfeitamente utilizável.
Gilberto Lúcio
Meio #fail esse seu argumento hein? Grandes empresas que não almejam crescer e tomar o primeiro lugar no rankin? Acho que não hein?
@rochagasdiniz
I android ,mesmo na versão 1.6 (eu tenho um) funciona.Nunca tive que procurar fóruns para resolver nenhum tipo de problema.Como usuário geek fiquei frustado pela demora na atualização do OS. Mas para todos usuários que mostro meu telefone, ele faz sucesso.
Hernani
Bem antes do que eu esperava
Bruno Gall
Corram! Os Androids chegaram! =D (Corram no bom sentido)
Exibir mais comentários