Início / Arquivos / Brasil /

Relato do leitor: organização com alguns probleminhas no lançamento do iPhone 4 em Recife

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Mais um leitor mandou seu relato de como foi a espera pelo lançamento do iPhone 4. O Leonardo Ferreira, que não é cliente da TIM, compareceu a um shopping da capital do Pernambuco apenas para ver como seria o evento. Abaixo você acompanha o que aconteceu e as impressões dele.

Meu nome é Leonardo Ferreira e fui ontem ao evento de lançamento do iPhone 4 pela TIM no Shopping Recife. Vale salientar que não sou cliente TIM e, a princípio, fui à loja apenas para ver o evento. Mas consegui entrar. Explicarei abaixo.

Leia | Relato do leitor: bagunça no lançamento do iPhone 4 no Rio

Passei pela loja por volta de 21h30. Já tinham duas promotoras distribuindo panfletos com os dizeres “Venha conhecer o novo iPhone 4”, a foto do celular e a marca da TIM. Percebi também que todos os vendedores da loja já estavam com uma camisa com os mesmos dizeres. A loja também já dispunha de duas unidades na vitrine e vários adesivos em toda a loja.

Fui dar uma volta e voltei às 22h, quando o shopping fechou. Nessa hora, eles estavam preparando a loja para o lançamento: os clientes que estavam na loja tiveram que sair, todos os celulares das vitrines centrais foram substituídos por iPhones 3GS (!) e outras promotoras chegaram no local. Colocaram fitas na frente da loja para evitar a entrada de qualquer pessoa.

Uma fila começou a se formar, e às 22h30 ela já tinha umas 40 pessoas, todas munidas do e-mail que a TIM enviou falando sobre o evento. Porém, a TIM ligou para alguns clientes durante a tarde de ontem para convidá-los e colocar o nome deles (e de um acompanhante) em uma lista. Estes clientes não precisaram ficar na fila: bastava chegar na entrada, confirmar o nome na lista e entrar na loja.

Por coincidência encontrei um primo meu, que foi convidado pela TIM nesse esquema da ligação. Ele tinha dado o nome do pai dele como convidado, mas como meu tio não pode ir, fui na cara de pau e me apresentei com seu nome. Não me pediram documento e entrei normalmente na loja perto das 22h40. Assim que entramos, duas promotoras nos entregaram uma senha com um número para o sorteio do iPhone 4, que ocorreria às 23h30.

Nesse momento, a fila já tinha umas 70 pessoas.

Encontrei outras pessoas conhecidas na loja e ficamos conversando com os vendedores, que tinham exemplares do iPhone 4 ligados e disponíveis para o uso. Eles mostraram conhecer bastante o produto e os preços do aparelho nos planos da TIM. Até testamos o Face Time com o pessoal da loja TIM de Salvador. Muito legal.

Os funcionários disseram que, no evento, o celular só estaria à venda para novas ativações. Quem quisesse comprar o aparelho desbloqueado (cliente ou não), sairia de mãos vazias. Na Vivo e na Claro, o iPhone 4 já estava disponível. Pagou, levou.

Loja da TIM no Shopping Recife: lotada (foto: Leonardo Ferreira) | Clique para ampliar

Dentro da loja havia um DJ tocando uma música ambiente, comes e bebes. Conversa descolada, tudo certo. O problema é que começou a entrar muita gente e o sistema de refrigeração não estava dando mais conta. A loja lotou mesmo, como vocês podem ver na foto, e muita gente reclamava do calor. Para completar, o alarme da loja disparou (sabe-se lá porque) e ficou tocando muito alto durante uns 4 minuts. Isso foi bem incômodo.

Às 23h40, um rapaz foi anunciar o sorteio, agradeceu a presença de todos e, sem rodeios, puxou o número do sortudo.

Fui embora à meia-noite, momento em que a loja abriria para o público geral. A hora já não havia mais fila nenhuma. Todos estavam dentro da loja.

No geral, achei bem organizado, com alguns probleminhas pelo caminho.

O preço do iPhone 4 de 16GB estava o mesmo na TIM e na Claro (R$ 1.799). Na Vivo estava por R$1.850. Na Oi ninguém sabia de nada, e uma das vendedoras ainda me respondeu: “iPhone 4? Existe esse não. Só tem o 3GS.” #OiFail

Aviso | As opiniões do autor do texto não refletem necessariamente as do Tecnoblog.