Início / Arquivos / Celular /

Motorola confirma (mas não explica) falta de atualização do Android no Brasil

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Se você estava esperando mais um pouco para adquirir um smartphone da Motorola com a versão mais recente do Google Android, é bom começar a pensar em outras alternativas de outros fabricantes. A Motorola confirmou nessa semana que, diferentemente do que vai acontecer nos Estados Unidos e países da Europa, no Brasil não vai haver atualização para os aparelhos que já foram vendidos.

Depois que a Motorola americana anunciou que disponibilizaria o Android 2.2 (Froyo) para os clientes que possuem um Motorola Milestone (conhecido como Droid por lá), ficamos na dúvida se haveria ou não a mesma atualização para os produtos vendidos no país.

Android 2.2? Nem queria mesmo...

Eis que, agora há pouco, chegou o banho de água fria: consultada por nós, a Motorola brasileira confirmou que não vai fornecer o Android 2.2 para quem já tem um Milestone. O Motorola Dext e o Backflip, que estavam para receber o Android 2.1 nos Estados Unidos, também tiveram a atualização negada.

Segue abaixo exatamente o que a Motorola nos informou:

A Motorola reforça que está comprometida em manter a evolução constante das experiências de seus smartphones Android, trazendo periodicamente atualizações de software. A empresa busca a melhor combinação de hardware e software para cada dispositivo e toma suas decisões baseadas em uma série de fatores de mercado que depende das negociações com cada operadora, com a Google e do planejamento do portfólio da Motorola no Brasil.

No que se refere aos upgrades de software, a Motorola informa que não disponibilizará a atualização do Dext e do Backflip para a plataforma Android 2.1, nem do Milestone para Android 2.2.

Esquisito, não? A melhor combinação de hardware e software eles já têm, tanto que vão oferecer a atualização em outros mercados. A negociação com o Google pelo visto funcionou, senão nenhum aparelho Milestone com Android 2.1 poderia receber o Android 2.2. Por fim, restam as negociações com as operadoras brasileiras, que realmente podem ser um problema, e o planejamento estratégico da Motorola Brasil.

Questionada sobre de onde partiu essa decisão, a Motorola brasileira não informou se a matriz ou a subsidiária foi a responsável, mas confirmou que tais decisões são alinhadas entre as duas. Mais uma vez, o “planejamento do portfólio da Motorola no Brasil” é citado como motivo para a decisão.

Resta saber se a Motorola faz isso para garantir um pouco mais de mercado para si, vendendo Milestones com Android 2.1 agora, mas com intenção de mais para frente lançar o Milestone rodando Android 2.2 no mercado, apenas para quem comprar um novo aparelho. É essa é a impressão que eu tenho. Tenho certeza que é a impressão que você, nobre leitor, também tem.

Sugestão enviada pelo leitor Rafael Estevan. Valeu, Rafael!