Início / Arquivos / Celular /

As revelações feitas por Jobs à imprensa durante coletiva

Juarez Lencioni Maccarini

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Hoje, depois da conferência em que Steve Jobs admitiu os problemas de recepção do iPhone 4, o fundador da empresa recebeu a companhia de alguns de seus principais executivos — Tim Cook e Bob Mansfield — para escutar e responder as perguntas dos membros da imprensa presentes.

A imprensa pergunta, Jobs responde. E você vê algumas das revelações e declarações mais interessantes da coletiva:

Saúde de Jobs

Ah, a pergunta que não quer calar, como está a saúde de Jobs? “Estou bem. Eu estava melhor no começo da semana, de férias no Hawaii. Mas eu achei que era importante voltar para isso. Estou bem, obrigado.”

Verizon no campus da Apple

Desde sempre correm rumores de que haveria uma versão CDMA do iPhone que seria distribuída pela operadora americana Verizon, encerrando os dias de exclusividade da operadora GSM AT&T. Quando um jornalista presente comentou que não conseguia reproduzir o Death Grip no campus da Apple (seria a aura de Steve Jobs? :P), Jobs respondeu que isso acontecia porque eles têm um sinal forte lá. “Temos torres da AT&T e da Verizon no campus”. A ênfase foi por minha conta, as inferências ficam pela sua.

O que acontecerá em 30 de setembro?

A Apple prometeu os cases gratuitos até o dia 30 de setembro. E depois disso, o que acontecerá? “Nós vamos esperar para ver, talvez surja uma ideia melhor. É só uma chance de dizer que iremos reavaliar a situação em setembro.”

Jobs, Cook e Mansfield, vocês usam um Bumper nos seus iPhones?

A resposta foi visual:

Os três diretores mostram seus iPhones, sem Bumpers.

Jobs ainda completou: “com o iPhone 4 a recepção na minha casa está muito melhor. Eu o seguro assim [Death Grip] com frequência e nunca tive problemas. Isso não significa que outras pessoas não tenham problemas, mas essa tem sido minha experiência.”

“O Google é uma grande companhia”

“Eu acho que é simplesmente a natureza humana. Quando alguma organização se torna bem-sucedida, tem sempre alguém querendo criticá-la. Eu vejo isso acontecendo com o Google. Por que estão fazendo isso? O Google é uma grande companhia. O Google inventou todas essas coisas boas que amamos usar. E eu os vejo [os haters] pulando em cima de nós agora,” disse Jobs.

“Não somos inocentes”

Jobs admitiu que a Apple errou ao mostrar as barras de sinal de forma errada e que ela mesma pintou um alvo no iPhone 4 mostrando onde colocar seu dedo para ocasionar o problema, mas eles têm trabalhado duro nessa questão e vêm o assunto sendo tratado com proporções muito maiores do que os dados mostram ser a realidade.

Sobre a possibilidade de um ajuste de hardware

“No momento, no estado atual da indústria, ninguém ainda resolveu esse problema. Adoraríamos ser os primeiros. Pode ser. Veremos. Mas a maioria dos nossos clientes não estão tendo esses problemas, e dos que estão, muitos estão apenas duplicando o que viram na internet.”

A Apple considerou um recall?

“Quando você ama seus clientes tanto quanto nós amamos, nada está fora de questão. Mas nós trabalhamos com dados. Nós quisemos descobrir qual era o problema. Nós enviamos pessoas a toda parte do país para visitar nossos clientes. Eu recebo e-mails dizendo “meu telefone não está funcionando, eu não tenho sinal” e eu os mando para meus engenheiros. Eles enviaram equipes por todo o país, visitando essas pessoas em suas casas. Essas pessoas literalmente receberam batidas na porta de engenheiros da Apple com um monte de equipamento para testar a recepção, nós levamos isso muito a sério.

Novamente, é assim que somos. Nós tentamos achar a verdade, e fazemos o que for preciso para tomar conta de nossos clientes,” disse Jobs.

Mansfield fez um adendo: “só para constar, nós avisamos essas pessoas que estávamos indo”.

A demanda é maior que a oferta

“Não conseguimos fazê-los com velocidade suficiente, estamos muito atrás da demanda. E provavelmente a única coisa que tem nos gerados mais e-mails além [do problema de recepção] ultimamente, são os clientes que estão bravos por terem que esperar pelo seu iPhone 4,” disse Jobs.

“Estamos vendendo cada telefone que conseguimos fazer no momento,” disse Cook.

Os e-mails de Jobs

“Eu recebo muitos e-mails, e eu sempre respondi a alguns deles. Eu não consigo responder a todos, afinal tenho um trabalho. Em algum ponto as pessoas começaram a postá-los na internet, o que é um tanto quanto grosseiro, para ser honesto. E agora o fenômeno mais recente é que as pessoas estão inventando e-mails. Então não acredite em tudo que lê.”

A oferta de cases gratuitos é internacional?

Sim, a oferta de cases é internacional! Ou seja, aparentemente, se o iPhone 4 chegar oficialmente ao Brasil antes de 30 de setembro, os seus compradores receberão os cases de brinde, mesmo aqui (eu sei, parece difícil de acreditar, mas foi Jobs que disse).